Resenha: Coração de Aço de Brandon Sanderson

Título:  Coração de Aço
Trilogia: Executores #1
Autor: Brandon Sanderson
Gênero: Ficção Cientifica / Distopia  
Editora: Aleph
Páginas: 392
Ano: 2016

Compare preços
Classificação: 3/5
Sinopse: Tudo começou com Calamidade, que surgiu nos céus como uma estrela de fogo, e que ninguém sabe o que é realmente: seria algo alienígena, ou então um experimento do exército norte-americano? Seus efeitos, entretanto, podem ser sentidos algum tempo após seu surgimento: pessoas comuns passam a ter poderes que desafiam as leis da física e da lógica. Parece que uma nova era está para surgir. E surge: os nomeados Épicos não apenas se tornam poderosos, mas também ganham uma sede insaciável de poder e parecem perder toda sua humanidade no processo, deixando o resto da população à mercê de suas vontades e caprichos. Dentre eles o mais poderoso é Coração de Aço, um ser invulnerável a qualquer tipo de ataque e com capacidade de manipular e transformar objetos inorgânicos em metal, que decide tomar a cidade de Chicago e ali estabelecer seu império. Dez anos se passam e os Épicos governam com poder absoluto, com todos os direitos e nenhum dever, se apossando de tudo o que querem a seu bel-prazer, e matando aqueles que ousam desafiá-los. Não existe nada e ninguém que possa impedi-los. A exceção a essa regra são os Executores, humanos normais, munidos de tecnologia de ponta que se utilizam de táticas de guerrilha para derrubar e matar o maior número possível de Épicos. O sonho de David, um jovem criado em um orfanato/fábrica de Nova Chicago é juntar-se aos Executores e destruir Coração de Aço, o homem que matou seu pai e mudou sua vida para sempre.

Olá pessoal, tudo tranquilo? Conheço o Brandon Sanderson de outros carnavais. Para ser mais exato, por causa da série A Roda do Tempo, iniciada pelo Robert Jordan e finalizada por ele.

Coração de Aço é uma distopia onde uma estrela de fogo surge no céu, o que concede a alguns humanos poderes. Esses super humanos são chamados de Épicos e passam a governar o resto da humanidade como ditadores. Imaginem se os super-heróis das hqs fossem maus. É esse o mundo de Coração de Aço.

Nesse mundo corrompido, David um jovem que viu seu pai ser morto pelo Épico que governa Nova Chicago busca um forma de se vingar. Ele acredita que isso pode acontecer se juntar aos Executores, que são um grupo de pessoas comuns que eliminam os épicos que possuem fraquezas apesar de seus imensos poderes.

Confesso que foi um livro que me surpreendeu. Não achei exagerado. É uma boa história. O Brandon Sanderson consegue segurar o ritmo até o fim. Tive alguns problemas com algumas escolhas de roteiro, mas nada que afetou a minha leitura de forma definitiva.

Recomendo. Distopia com super-heróis malignos.

Ah, A Andresa queria muito saber sobre esse livro, acho até que era um dos da lista de desejos dela. Será que ela já leu? Diz aí pra gente!

P.S.1: Livro recebido de parceria com a Editora Aleph.

No mais, até a próxima resenha.


4 comentários:

  1. Rafa, esse realmente está na minha lista de leitura. Já o comprei, mas ainda não li. Espero mudar isso em breve, quero muito ler! E também quero muito ler Mistborn, a outra série do Brandon. Acho que esse vou esperar lançarem o segundo antes de ler porque sou do tipo que se desespera pela continuação e pior, sou do tipo que esquece quase tudo do livro anterior quando leio o resto da série kkkkk.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente podia ter feito resenha dupla, né? Haha

      Excluir
  2. Rafael!
    O que quis dizer com escolha de roteiro?
    Bem, como gosto de distopia e de livro onde as personagens tem super poderes, deve ser um ótimo livro.
    E pelo visto também tem luta, muito bom.
    “Não há nada bom nem mau a não ser estas duas coisas: a sabedoria que é um bem e a ignorância que é um mal.” (Platão)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eu me incomodei com algumas escolhas dos personagens e reviravoltas da trama. Achei que ficaram superficiais e destoaram do resto da história. Por causa do ritmo do livro que é bem dinâmico e acelerado, acredito que faltaram algumas páginas para desenvolver melhor certas situações. Como o autor passa correndo por tudo, fica a impressão que um pouco mais de cadência daria mais profundidade ao enredo e acrescentaria peso a curva dramática imposta aos personagens. Não quero soltar spoilers, pois é um livro bastante interessante.

      Excluir

Related Posts with Thumbnails