Resenha: Como Star Wars Conquistou o Universo de Chris Taylor

Título: Como Star Wars Conquistou o Universo: O Passado, o Presente e o Futuro da Franquia Multibilionária
Autor: Chris Taylor
Gênero: Biografia 
Editora: Aleph
Páginas: 616
Ano: 2015
Classificação: 5 de 5 / Favorito
  
Sinopse: Por várias gerações, Star Wars tem arrastado fãs de todas as idades aos cinemas, às lojas de brinquedos, às livrarias — praticamente a todo lugar que se vai, Star Wars está presente como uma entidade maior do que os filmes da saga. É indiscutivelmente o maior fenômeno da cultura pop, tão abrangente em todos os sentidos que mesmo aqueles que não assistiram ao filme conhecem a figura de Darth Vader e a maior revelação da história criada pelo cineasta George Lucas. Em um trabalho jornalístico surpreendente, Chris Taylor revela segredos que até o fã mais radical desconhecia, derruba e confirma antigos mitos e rumores sobre sua produção, e dá voz a todo mundo que foi relevante na criação de Star Wars como um todo, de aliados a desafetos de George Lucas. Porém, apesar de falar sobre Star Wars, o livro vai muito além: fala sobre cinema em geral, administração, gerenciamento de marca e até determinação pessoal.

Olá pessoal, tudo tranquilo?

Essencial. Obrigatório. Começo assim a falar sobre Como Star Wars Conquistou o Universo. Adoro biografias e esse livro não é nada mais nada menos do que uma biografia de toda a Saga entrelaçada a vida de George Lucas.

Como fã eu devorei esse livro. O Chris Taylor começa pela infância de George Lucas e vai contextualizando cada momento. Assim, conhecemos como a vida do Lucas influenciou a criação de Star Wars. Como foi a concepção dos filmes clássicos, todos o problemas que aconteceram e curiosidades.

Chris Taylor também mostra qual a importância de Star Wars para as pessoas comuns como eu e todos os outros fãs. Nós que crescemos adorando a trilogia clássica. Como Star Wars Conquistou o Universo é um raio x do passado, presente e do possível futuro da Saga.

Faça parte da equipe do Leituras & Fofuras!

Olá pessoal! O ano de 2017 vem aí e queremos iniciá-lo de cara nova! Por isso, estamos atrás de pessoas para incrementar a equipe e trazer novas ideias para o blog! E portanto, estamos abrindo a inscrição para você que deseja fazer parte da equipe como colunista/colaborador(a). 
Resolvi abrir 2 vagas para colaboradores/colunistas para iniciar por volta de novembro de 2016. Uma vaga é para resenhista de livros (sem gênero literário específico) e outra para variedades (seja séries de tv, filmes, música, uma nova coluna criada por você, etc...). Vou deixar as regras abaixo e caso alguma não fique clara, podem me perguntar que tiro as dúvidas. E por favor, leiam todas antes de se candidatar. 

Estamos procurando principalmente pessoas que queriam participar efetivamente do blog, publicar textos, interagir com os leitores e/ou que queria ficar responsável por uma  ou mais colunas no blog! 

Lançamentos de Outubro: Novo Conceito

Oi pessoal, como estão? Fim do ano está se aproximando (uau, como passou rápido!) e em outubro a Novo Conceito tem três lançamentos chegando. Vamos conhecê-los?


IMPERFEITOS de Cecelia Ahern. Celestine North vive em uma sociedade que rejeita a imperfeição. Todos aqueles que praticam algum ato julgado como errado são marcados para sempre, excluídos da comunidade, seres não merecedores de compaixão. Por isso, Celestine procura viver uma vida perfeita. Ela é um exemplo de filha e de irmã, é uma aluna excepcional, bem quista por todos do colégio, além do mais, ela namora Art Crevan, filho da autoridade máxima da cidade, o juiz Crevan. Em meio a essa vida perfeita, Celestine se encontra em uma situação incomum, que a faz tomar uma decisão instintiva. Ela faz uma escolha que pode mudar o futuro dela e das pessoas a seu redor. Ela pode ser presa? Ela pode ser marcada? Ela poderá se tornar, do dia para a noite Imperfeita? Nesta distopia deslumbrante, a autora best-seller Cecelia Ahern retrata uma sociedade em que a perfeição é primordial e quem cometer qualquer ato falho será punido. A história de uma jovem que decide tomar uma posição que poderá custar-lhe tudo.

EU FICO LOKO 3 de Christian Figueiredo De Caldas. Meus lokões e lokonas, este livro foi escrito especialmente para vocês! Vocês já conhecem bastante da minha trajetória. Todas as aventuras que relatei no primeiro livro, e boa parte da minha adolescência no segundo. Então, o que faltava? Contar os segredos dos bastidores! E muito mais do que isso, um livro feito sobre os meus fãs! Mas eu também tenho os meus ídolos e foi muita sorte conhecê-los. Cada um desses encontros foi um grande acontecimento em minha vida, e guardei alguns deles para vocês aqui. Neste livro, eu conto sobre algumas das minhas viagens, os meus projetos para a televisão, a insegurança de pisar num palco de teatro, um episódio muito louco no hotel, a gravação do meu primeiro filme... Enfim, tudo reunido em páginas que vão mostrar que a vida de um influenciador digital pode ser mais emocionante do que vocês imaginam.

Resenha: Um Reflexo na Escuridão de Philip K. Dick

Título: Um Reflexo na Escuridão
Autor: Philip K. Dick
Gênero: Ficção Cientifica 
Editora: Aleph
Páginas: 616
Ano: 2015
Classificação: 5 Estrelas de 5
Sinopse: Substância D é a droga mais letal já encontrada nas ruas de Los Angeles. Ela destrói as conexões entre os hemisférios do cérebro, causando desorientação, e depois, dano cerebral irreversível. O agente infiltrado da narcóticos que atende pelo nome de Bob Arctor tenta a todo custo descobrir a fonte da droga. No entanto, para fazer isso ele tem que se disfarçar de usuário e, sem perceber, acaba se tornando tão dependente quanto os drogados que ele investiga. Um Reflexo na Escuridão, um dos livros mais conhecidos de Dick, é, na realidade, de uma natureza semi-autobiográfica. O autor nunca escondeu de ninguém que as suas próprias experiências como dependente de anfetaminas inspiraram não só o conceito, mas também vários eventos da obra. Esse relato magistral da psicose, esquizofrenia, e da perda da própria identidade é dedicado a várias pessoas que ele conheceu e que perderam suas vidas ou tiveram a sanidade danificada pelo consumo de drogas.

Olá pessoal, tudo tranquilo? 

Finalmente vamos falar de Philip K. Dick. A primeira vez que tive contato com uma de suas obras não me fez virar fã. Corta. Passou um tempo, li outras coisas, bastante ficção cientifica. Percebi como eu fui idiota em não gostar da escrita dele. Hoje em dia eu admiro o jeito dele narrar suas histórias.

O que é real? Essa realidade é a verdadeira? Você é você mesmo? A essência dos livros de PHD é questionar a realidade e Um Reflexo na Escuridão não foge disso. 

Aqui temos Bob Arctor, agente da narcóticos que tem a missão de descobrir a fonte de uma nova droga, a substância D. Ela é letal para seus usuários, pois destrói as conexões entre hemisférios do cérebro causando danos irreversíveis.

Ao investigar, Arctor tem que trabalhar disfarçado e se torna usuário da substância D. O que faz sua realidade se tornar algo extremamente confuso. Ele acaba por se investigar por achar que ele não é ele.

Resenha: Star Trek: Portal do Tempo de A. C. Crispin

Título: Star Trek: Portal do Tempo 
Série: Saga Passado #1
Autor: A. C. Crispin
Gênero: Ficção Cientifica
Editora: Aleph
Páginas: 256
Ano: 2016
Classificação: 3 Estrelas de 5
Sinopse: Capitão Kirk, Spock e dr. McCoy descobrem que, durante uma viagem ao passado, Spock teve um filho. Agora, estão prestes a viajar mais uma vez através do portal do tempo a fim de resgatar esse filho, antes que seu planeta seja destruído. Resgatado, o garoto tentará aprender tudo sobre a Federação e sobre a cultura vulcana, enquanto a tripulação da Enterprise o conhece e se acostuma à sua presença. Mas seus dias de aprendizado são interrompidos quando uma invasão romulana pode mudar perigosamente o curso da história.

“Espaço: a fronteira final. Estas são as viagens da nave estelar Enterprise. Em sua missão de cinco anos... para explorar novos mundos... para pesquisar novas vidas... novas civilizações... audaciosamente indo onde nenhum homem jamais esteve”.

Olá pessoal, tudo tranquilo? 

Não sou um grande conhecedor de Star Trek. Assisto episódios aqui e acolá, tanto da série clássica quanto da Nova Geração. Vim prestar mais atenção com os novos filmes. Mas Kirk, Spock e a Enterprise são figuras icônicas dentro da cultura pop.

Star Trek sempre foi uma série que colocou o questionamento cientifico, filosófico, social e histórico dentro da pauta de seus episódios. É uma ficção cientifica mais cabeça, pé no chão, sem tanta ação. Apesar de ter momentos aventurescos, seu foco nunca foi esse e sim questionar. O livro segue o tom da série. 

Portal do tempo tem conexões diretas com dois episódios da série clássica: “Cidade à Beira da Eternidade” e “Todos os Nossos Ontens”. O primeiro sendo considerado um dos melhores episódios de toda a franquia.

Em a Cidade à beira da eternidade, a tripulação da Enterprise se encontra com o Guardião da Eternidade, uma estrutura desconhecida que trabalha como um portal de viagem no tempo. Ocorre um acidente, o dr. McCoy volta ao passado e causa um paradoxo no tempo criando um futuro sem viagens espaciais. Spock e Kirk usam o portal para ir ao século XX para desfazer a bagunça temporal feita pelo doutor.
Related Posts with Thumbnails