Resenha: Ladrão de Olhos - As Aventuras de Peter Nimble de Jonathan Auxier


Título: Ladrão de Olhos - As Aventuras de Peter Nimble
Autor: Jonathan Auxier
ISBN: 9788580442700
Editora: Leya
Número de Páginas: 424
Onde Comprar: AQUI





Sinopse: O que o destino reserva a uma criança cega e órfã, que usa seus dotes para roubar todo tipo de objeto de qualquer tipo de pessoa? Uma criança que dorme em um porão escuro e frio durante o dia e é obrigada a sair furtivamente à noite para cometer seus delitos e, assim, sobreviver? O que o destino reserva a um garoto de dez anos que já é considerado o maior ladrão que já nasceu? O destino, caro leitor, reserva a essa pobre criatura três olhos mágicos, que irão levá-lo a uma viagem inesquecível, na qual inimigos e estranhas criaturas estarão à espreita em lugares completamente deslumbrantes e magníficos! O destino lhe reserva um amigo que estará por perto sempre que precisar e aventuras que farão de Peter Nimble, o órfão, o cego, o pobre coitado, um dos maiores heróis que já existiu! 

Em Ladrão de Olhos somos apresentados a Peter Nimble, que ainda bebê foi encontrado por pescadores abandonado em um cesto no mar. Teve que crescer sozinho e foi mais difícil ainda já que era cego (foi bicado por um corvo até ficar cego). Pego em uma armadilha, foi capturado pelo Sr. Seamus e foi explorado, tendo uma vida miserável. Até que um dia conhece um caixeiro-viajante, "descobre" 3 pares de olhos mágicos e sua vida muda para sempre. Levado para uma ilha onde se encontra o misterioso Prof. Cake, conhece novos amigos e começa uma aventura para salvar o Reino Desaparecido. Por que ele foi escolhido para essa missão? O que é o Reino Desaparecido? E do que ele precisa salvar do que esse reino? São perguntas que só lendo para descobrir.
 



-Em minha experiência heróis são melhores que você ou eu. E, apesar de ocasionalmente nobres, são com frequência astutos, desembaraçados e um tanto impetuosos. Quem melhor se encaixaria na descrição que o grande Peter Nimble? [Página 77-78]

O livro é divido em 3 partes (Ouro, Ônix e Esmeralda por causa dos tais olhos mágicos), com índice dos capítulos no começo do livro. Por ser um livro infanto-juvenil, o livro tem uma narrativa bem leve e divertida. Peter é um personagem muito maduro e esperto para a idade. Ele sabe que é errado roubar mas não tem escolha se quiser sobreviver. Já o Sir Tode era um cavaleiro que foi amaldiçoado por uma bruxa por isso é uma mistura de homem, cavalo e gato (O_O). Ele acaba se tornando um grande amigo de Peter. Ao longo do livro aparecem também outros personagens curiosos e alguns cativantes.



Achei muito legal as páginas dos livros serem cinza claro. Deu um ar noturno a estória, lembrando que os ladrões agem melhor a noite. Ou pode ser por questão de gosto mesmo, porque fica melhor para ler se a página não for tão clara. No começo de cada capítulo tem um desenho pequeno que é algo que acontece no capítulo. Ajudou muio na hora de imaginar as cenas.

 


Clique Para Ampliar

A capa é quase a mesma da original americana e quando aberta temos uma uma mistura de Londres onde a história começa e o mundo mágico onde Peter vai parar e onde se passa boa parte da história. Felizmente na versão brasileira tiraram a imagem óbvia do ladrão.




É um livro gostoso de ser lido que te leva a viajar pelas aventuras de Peter Nimble, as estranhas situações que ele passa nesse Reino Desaparecido. Legal também as lições subtendidas que o autor passa para crianças, por exemplo, por Peter ser cego não julga os outros pela aparência mas por suas atitudes. Ou a importância da vitamina C, da higiene e a principal: que não se deve subestimar as ideas e ações de uma criança.

Há um velho ditado que diz como é fácil "tirar doce de criança". Esse ditado é muito falso; qualquer um que já tenha tentado tirar qualquer coisa de uma criança sabe bem o tipo de choradeira, chutes e comoção que vai causar. No entanto, é muito fácil que as crianças tirem as coisas de nós. [Página 11]

Recomendo muito a leitura de um dos maiores ladrões heróis que já existiu!


Vejam o booktrailer:



Beijos, Érica Marts 
 





PS.: Comentou neste post? Que tal participar do Top Comentarista de Agosto que terá como prêmio o livro Cruzando o Caminho do Sol, Um Mundo Brilhante ou A Jornada? Basta clicar AQUI e veja como participar!



5 comentários:

  1. Concordo completamente:


    Há um velho ditado que diz como é fácil
    "tirar doce de criança". Esse ditado é muito falso; qualquer um que já
    tenha tentado tirar qualquer coisa de uma criança sabe bem o tipo de
    choradeira, chutes e comoção que vai causar. No entanto, é muito fácil
    que as crianças tirem as coisas de nós. [Página 11]


    Confesso que não é meu tipo de leitura mas fiquei interessada em ler.


    Um leve bater de asas para todos!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. no canto da estante5 de agosto de 2012 08:57

    Nossa alem do livro ser bonito , parece ter uma historia bem maneira !!!

    ResponderExcluir
  3. Ainda não tinha ouvido falar deste livro..Mas adorei a resenha, parece ser uma historia linda e boa de ler. Além da capa também ser bastante atrativa.

    ResponderExcluir
  4. Rodolfo Euflauzino10 de agosto de 2012 14:19

    Querida Erica, este livro lembrou-me um do velho e bom Koontz. O cara é cego, mas tem um poder que lhe confere alguns momentos de visão. Lembro-me de que do livro e se não me falha a memória chamava-se Do fundo dos seus olhos. Este que você resenhou me despertou o apetite, vou procurá-lo na Bienal.

    ResponderExcluir
  5. Sou louco por livros infanto-juvenil de aventura fantástica. Achei a história desse muito massa, e creio que a linguagem utilizada deve ser bem legal também. Achei a capa bem interessante também. Enfim, lerei.


    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails