Resenha: Vango - Entre o Céu e a Terra de Timothée de Fombelle

Título: Vango - Entre o Céu e a Terra
Série: Vango #1
Autor: Timothée de Fombelle
Gênero: Romance Histórico
Editora: Melhoramentos
Páginas: 360
Ano: 2015
Compare preços
Nota: 3 de 5

Sinopse: Salvar a pele e, ao mesmo tempo, descobrir a própria identidade. Este é o grande desafio de Vango, o jovem herói do novo romance do escritor francês 'Timothée de Fombelle'. Ao ler esse thriller histórico, ambientado no conturbado período entre as duas grandes guerras mundiais, somos impelidos a fugir com Vango pelos cinco continentes, num clima de absoluto perigo e suspense. Este rapaz órfão de 19 anos desconhece sua origem assim como desconhece a motivação do franco atirador que, além da polícia, está em seu encalço. Deparamo-nos com Vango na solenidade em que ele e outros seminaristas seriam ordenados padres na suntuosa catedral de Notre-Dame, em Paris. O assassinato do padre Jean, seu protetor, desencadeia a perseguição ao rapaz, que empreende uma fuga espetacular ao escalar nada menos do que os famosos vitrais da catedral. Essa cena é apenas um exemplo do clima de perseguição e aventura de que é feita toda a narrativa, quando acompanharemos nosso protagonista em situações e lugares improváveis - como um intruso escondido num caça da SS, galopando nas Terras Altas da Escócia, dependurado num vulcão italiano ou sobrevoando o Brasil e vários outros lugares num zepelim. O fracasso em não ter sido ordenado padre deixa nosso herói arrasado, mas a jovem Ethel fica bem feliz. É ela quem vai ajudar Vango a provar sua inocência e descobrir sua identidade. Também fazem parte da saga outros personagens marcados por vidas cheias de segredos, como Mademoiselle, a Senhora Poliglota e sem memória com quem Vango é salvo do naufrágio na costa da Sicília aos três anos de idade e Hugo Eckner, personagem verídico, comandante alemão do Graf Zepelin, esse grande dirigível que fascinou o mundo nas primeiras décadas do século XX. Outras personalidades incorporadas à história são Joseph Stalin, sua filha Svetlana e Adolf Hitler.

Olá pessoal, tudo tranquilo? Como eu disse em outro post, eu sou muito fã de romance histórico. Então, quando a Andresa me questionou se eu estava interessado em receber Vango - Entre o Céu e a Terra da Editora Melhoramentos: eu aceitei.

Timothée de Fombelle é um parisiense nascido em 1973. Ele começou como professor de literatura, depois de ensinar em Paris e no Vietnam, acabou virando dramaturgo. Sua peça de estreia foi a “Le Phare” (1990) e seu romance de estreia foi “Toby Alone” (2006).

A trama se passa durante a ascensão do nazismo na Europa. Vango é um rapaz de 19 anos que se vê obrigado a fugir devido a uma acusação de um crime que não cometeu. Sem saber sobre o seu passado e sendo um poliglota, o rapaz é tão misterioso quanto aqueles que o perseguem.

A ambientação da história entre as duas grandes guerras foi o ponto mais positivo do romance. Essa mistura de personagens fictícios e reais me é muito bem quista. Gostei bastante da parte do Zepelin e da localização do romance dentro de algumas cidades europeias.

Ao fim, curti a leitura do livro. Estou curioso em como o autor terminará essa trama. A parte gráfica está ótima, com uma bela capa e um acabamento interno interessante.

P.S.: Livro recebido da Editorial Melhoramentos.
No mais, até a próxima resenha.


10 comentários:

  1. Olaaa,
    O livro parece ser legal, gosto de romance historico, o livro parece ser bom, mas confesso que estou meio na duvida se leio ou não, pensaei mais um pouco sobre isso, acho mega legal ter essa mistura de personagem ficticio e real.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, também fiquei na dúvida, mas gostei do enredo.

      abraço

      Excluir
  2. Bom apesar de diversos comentários positivos sobre este livro eu não consegui me interessar por ela, a história não me chama a atenção e não é do tipo que eu curto ler, mas sua resenha esta muito boa, que bom que você curtiu a leitura.

    ResponderExcluir
  3. Outro que quero muitooo!!
    Amo livros sobre guerras, preconceitos, etc.
    E quase não li nada sobre a Franca. E esse tem os dois.
    PRECISO!!
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, acredito que você vai gostar desse.

      Abraço

      Excluir
  4. Eu não tenho muita paciência para romances históricos...e como a nota foi razoável, eu vou passar. Se tivesse sido máxima, ai seria outra história. Eu poderia pensar em dar uma chance, por achar que estaria perdendo uma grande história. Mas como não é o caso...

    ResponderExcluir
  5. Desde que vi esse lançamento eu não me interessei muito não, essa foi a primeira resenha que vi, acredito que Vango é um livro bom, eu também gosto bastante dessa mistura de ficção e realidade mas percebi que realmente esse livro não faz muito meu estilo, não gosto muito de livros ambientados na guerra e tals.. mas para quem curte é uma ótima indicação.

    ResponderExcluir
  6. Segunda resenha que leio sobre este livro, e assim como a sua a descrição da historia é bastante positiva. Confesso que adoro livros com temáticas históricas, mas ainda tenho minhas dúvidas em relação ao livro, ainda não me chamou muito a atenção, mas bacana poder conferir tua resenha e saber um pouco mais sobre ele. Beijooo

    ResponderExcluir
  7. Rafael!
    Realmente o livro mistura os fatos históricos com ficção escrita pelo autor e é bem curioso como tudo faz parte engajada. Nem dá para discernirmos o que é um e outro.
    Adorei o Zeppellin e gostaria de ter viajado nele....kkk
    Aguardo também a segunda parte.
    “Não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho.”(Mahatma Gandhi)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    Participe no nosso Top Comentarista!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails