Resenha: Bem-Casados de Nora Roberts

Título: Bem-Casados
Série: Quarteto de Noivas #3
Autora: Nora Roberts 
Editora: Arqueiro
Ano: 2014
Gênero: Romance
Páginas: 280 
Sinopse: Bem-casados, terceiro livro da série Quarteto de Noivas, é uma linda história sobre a doçura do amor. Quando terminar de lê-lo, você terá certeza de que os sonhos podem se realizar das formas mais inesperadas. Parker, Mac, Emma e Laurel, amigas de infância, ganham a vida realizando o sonho de inúmeros casais apaixonados. As quatro são proprietárias da Votos, uma empresa de organização de casamentos. Após ter trilhado um caminho muito duro para conseguir ser alguém na vida, Laurel McBane se tornou a criadora dos bolos e quitutes mais lindos e saborosos do estado. Ela preza sua independência acima de tudo e não aceita que ninguém interfira em suas decisões. Talvez por isso, apesar do sucesso profissional, ainda não tenha se entregado ao amor. Apaixonada desde sempre por Delaney Brown, irmão de Parker, ela nunca teve coragem de revelar seus sentimentos. Afinal, sabe que é como uma irmã para ele. Advogado da Votos, Del se sente responsável por cuidar não só dos assuntos burocráticos da empresa, mas também do bem-estar das quatro sócias. Porém, sua postura paternalista e superprotetora começa a gerar desentendimentos entre ele e Laurel. Mas essas diferenças de opinião também fazem ferver uma química que vinha cozinhando em fogo brando havia muito tempo, acendendo uma faísca que eles não sabem se conseguirão – ou se querem – conter. Agora Laurel e Del precisarão conciliar suas convicções e personalidades para que o orgulho não fale mais alto que a paixão.

Olá leitores! Eu sei, estava sumida. Foram uns probleminhas de saúde (muito chatos), mas já estou me sentindo melhor. Um conselho: leiam bastante sim, mas cuidem do bem precioso que é a "visão", o cuidado e prevenção evitam muuuitas dores de cabeça. ;)

Hoje eu vim falar de Bem-Casados, que é o terceiro livro da série O quarteto de noivas da Nora Roberts.  Eu sou suspeita pra falar de Nora, pois sempre a achei incrível! Seus livros, seu estilo, são uma inspiração. Ela é o tipo de autora que nos faz ter vontade de dizer: quero ser igual a você quando eu crescer. Já li bastante coisa dela e confesso que estava curiosa com essa série, e todo o burburinho que veio com ela...

Eu li Bem-casados - quarteto de noivas 3, antes de ler os dois primeiros livros da série (Álbum de casamento - quarteto de noivas 1 e Mar de rosas - quarteto de noivas 2). E antes que me perguntem, não, não tem problema lê-los aleatoriamente, eles não são exatamente uma sequência. São livros distintos. Mas é claro, que é muito melhor ler todos, pois quando você conhece uma das amigas, você quer conhecer todo o quarteto! E foi o que aconteceu comigo quando terminei o livro da Lauren. Logo na outra semana fiz aniversário, e é claro, pedi de presente, e ganhei os dois primeiros livros que eu ainda não tinha (da Mac e da Emma). Li todos, e estou à espera de Felizes pra sempre - quarteto de noivas 4 (o da Parker).

A história...
Bem-casados conta a história de Laurel McBane. Ela é a confeiteira do quarteto, a criadora dos bolos e quitutes lindos e saborosos da Votos, uma empresa de organização de casamentos, que foi criada juntamente com suas amigas de infância, Parker (empresária/organizadora/faz tudo), Mac (fotógrafa) e Emma (decoradora/florista). 

Laurel é pragmática, profissional dedicada e perfeccionista, linda, inteligente, sarcástica, é a que sempre tem uma reposta afiada na ponta da língua, mas por trás de tudo isso, tem uma mulher sensível, que quer muito ser amada. Ela teve uma infância e adolescência difícil, onde foi negligenciada por sua família de sangue, e foi obrigada a "se virar" sozinha desde cedo, mas ela encontrou amor e conforto em sua família de coração - as suas amigas e a família delas (mas especificamente as famílias estruturadas e amorosas de Parker e Emma, pois a família da Mac, também é um problema...) - eu acredito que esse amor foi o suficiente pra Laurel não se tornar uma pessoa completamente amarga, e o pouquinho que ela é, tem mais a ver com ser desconfiada do que totalmente descrente. É mais uma armadura pra não se machucar, no fundo - ela diz que não - mas ela quer um amor com direito a tudo, corações, doces, flores, confetes e pompas.

E talvez o seu "corações e pompas" esteja mais perto do que ela imagina... Delaney Brown, mais conhecido como Del, irmão da Parker, é o advogado da Votos e a paixão platônica secreta de Laurel desde a adolescência. Del, além de lindo e bem sucedido, é superprotetor e paternal com a irmã e suas amigas. Sente a necessidade de cuidar das meninas, as trata como irmãs, e isso, é claro, começa a incomodar Laurel. Na verdade, chega ao ápice, a "química" entre eles que até então (como diz a sinopse) vinha "cozinhando em forno brando" há muito tempo...

- E eu não sou o seu saco de pancadas -retrucou Del - Não sei o que deu em você, mas pode me dizer ou ir descontar em outra pessoa.
- Quer saber o que deu em mim?
- Sim, quero.
- Vou lhe mostrar.
Talvez fosse o champanhe. Talvez fosse apenas loucura. Ou o olhar perplexo e irritado no rosto dele. Mas Laurel seguiu o impulso latente nela há anos. Agarrou-o pelo nó perfeito da elegante gravata e o puxou para baixo enquanto lhe segurava os cabelos e o trazia pra frente. Em seguida, colou a boca à dele em um beijo ardente e frustrado que fez seu coração saltar no peito enquanto sua mente sussurrava: eu sabia! (pág.49)

O que eu amei...
O que posso dizer?! Quando quiserem uma leitura leve, gostosa, divertida, recheada de amizade verdadeira, que te faça sonhar com romances de verdade, vestidos, cheiros de flores, registros de momentos inesquecíveis, bolos e doces de dar água na boca e encher os olhos, e muito mais, leiam qualquer livro da série quarteto de noivas!

Você realmente consegue mergulhar naquele mundinho das meninas, naquele negócio (a Votos). Nora é tão boa no que faz, que você pensa estar lendo sobre a vida de uma amiga, vizinha, conhecida... Enfim, é muito de verdade. Rico em detalhes, mas sem ficar tedioso. Dá vontade de montar um negócio com as amigas e trabalhar. Empolgante. Outra coisa incrível, é a amizade delas, na minha opinião, esse é o verdadeiro "ponto" dos livros, mais do que os romances individuais, é a relação verdadeira que elas nutrem. É tão bonito de ver (de ler), só queria ligar para as minhas amigas e dizer o quanto elas são importantes pra mim (fiz muito isso no decorrer da leitura). E um livro, qualquer que seja, que desperta bons sentimentos, já vale a pena ser lido.

- Você quase não falou nada.
- Porque já estive atrás da tal parede de vidro - explicou Mac. - Sei como ela se sentiu. É preciso algum tempo e esforço para vencer isso, mas ela vai conseguir.
- Não quero que haja nenhum tipo de parede entre nós.
- Nunca haverá, Parks. Não entre nós quatro. É diferente entre ela e Del, mas ela vai vencer isso.
- Certo. Fale comigo se achar que ela está se sentindo assim.
- Prometo que sim. (pág.196)

O que me incomodou um pouco...
Vou tentar me ater a esse livro especificamente, e não a série toda. Dito isto, vou começar dizendo que depois de ler os dois primeiros livros, o Bem-casados não é o melhor deles. Eu queria mais romance entre a Laurel e o Del, achei tudo um pouco frio, não consegui me conectar de verdade com o casal. Se eu fosse Laurel, não gostaria de muitas das atitudes de Del, e vice e versa. Algumas vezes, os comparei a um casal de velhos solteirões, do tipo: "você está aí, eu estou aqui, então vamos ficar juntos?!". Eu queria mais intensidade, e somente em poucos momentos senti isso. Em outros, achei que eles racionalizavam muito a relação, racional e amor na mesma frase... ouw, ouw! Não combina mesmo. Tentei relevar pois eles se conheciam desde sempre e tal... Ainda assim, mais de vinte anos depois, eles começam isso?! Achei o amor fraterno demais, mesmo depois de escancarado. 

- Não. Eu fiz os cálculos. Acredite em mim. Então voltei, porque estamos atrasados.
- Não podemos admitir isso, podemos?
- Os números não mentem. Agora temos a parte da múltipla escolha: a) você me leva pra casa; b) eu chamo um táxi; c) eu fico.
- Deixe-me pensar. Letra c. (pág.132 e 133)

Melhor quote...
"Como era possível poder conhecer alguém uma vida inteira e ainda descobrir algo novo?" (pág. 217)




13 comentários:

  1. Oi Lili,

    Bem-Casados realmente não é o melhor livro da série, mas mesmo assim gosto bastante.
    Acho que toda essa magia do casamento aliada a história das quatro amigas me fizeram me apegas bastante a essa série e agora estou bem curiosa pelo último livro.

    Bjs
    Tais
    http://www.leitorafashion.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Tais!
      Também estou ansiosa pela história da Parker...

      Bb,
      L

      Excluir
  2. Eu adoro a autora, ela escreve muito bem, esta serie ainda não comecei a ler, mas ja tenho o primeiro aqui,
    uma pena este casal não ser tão fofo quanto os outros, mas sempre tem um livro mais ou menos dentro de series, uma pena, mas quero começar a ler logo,
    beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre tem um, não é Neny? Espero que o da Parker seja melhor... Mas como eu disse na resenha, sendo Nora, já vale a leitura. ;)

      Bb,
      L

      Excluir
  3. Essa série vou ler, só não comecei ainda. Gosto de livros de época ainda mais como você disse que é "uma leitura leve, gostosa, divertida, recheada de amizade verdadeira, que te faça sonhar com romances de verdade." Deve ser muito bom ler um livro assim, é um ótimo jeito de entreter e passar o dia bem humorada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Oliveira!

      Bom, essa série, não é de época, ao contrário, são quatro amigas ultra modernas... E vale sim a leitura, Nora dá um show sempre! Leia, depois me conta.

      Bb,
      L

      Excluir
    2. Liliane, desculpa pensei ser de época, sério! Creio que confundo sempre com outra e certamente não tem nada a ver. Até me surpreendi. Sempre que li sobre ela, sempre tive essa impressão. Erro muito grande, e cometo muitos assim com frequência. Vou ler sim.Obrigada.

      Excluir
  4. Eu tenho os dois primeiros livros da série, mas ainda não os li. Mas gostei bastante de sua resenha.
    É uma pena que os personagens não transmitem tanto sentimento assim. Mas isso acontece às vezes em alguns dos livros. Talvez seja devido a personalidade dos protagonistas.
    De toda forma, acho que daria uma chance a obra.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de outubro

    ResponderExcluir
  5. Gosto muito da autora e estou curtindo Quarteto de Noivas também. Concordo com você que os dois primeiros são melhores. Vamos ver o Felizes para Sempre..
    Bjs.

    Ana Paula
    www.estante-da-ana.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi, Lili.

    Eu ainda não li nenhum livro da Nora Roberts e sempre vejo resenhas positivas, ainda não sei em qual de suas series irei começar, mas O quarteto de noivas chama sempre minha atenção. Quero saber como essas amigas conseguem se casar. >.<
    Tem alguns livros que a gente não consegue se prender aos personagens principais.

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/
    Até mais.

    ResponderExcluir
  7. Oie... Eu simplesmente amo a Nora, ela é mesmo de se inspirar. Eu ainda não nenhum livro da serie, pois estava esperando todos serem lançados para comprar tudo de uma vez só e esse mês a Arqueiro nos presenteou, e agora sim eu vou poder degustar desses doces... rsrsrs

    Abçs :)

    ResponderExcluir
  8. Ainda não li essa série, mas estou morta de vontade de ler... Já ouvi falar muito bem de todos os livros, e a cada resenha que leio me sinto ainda mais encantada por esse quarteto de amigas... Tô super curiosa pra saber como eles vão realmente aceitar o fato de que se gostam, e não no sentido fraternal... Uma pena que a relação tenha parecido extremamente racional, até pq quando se é apaixonada a razão é o que menos conseguimos usar... De qualquer forma, estou super curiosa com o enredo não só desse, como dos quatro livros... Espero poder comprar todos de uma só vez e lê-los juntos...
    Kisses =*

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails