Resenha: Príncipe Mecânico de Cassandra Clare


Título: Príncipe Mecânico (As Peças Infernais #2)
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Ano: 2013
Páginas: 406
Compare Preços

Sinopse: Tessa Gray não está sonhando. Nada do que aconteceu desde que saiu de Nova York para Londres — ser sequestrada pelas Irmãs Sombrias, perseguida por um exército mecânico, ser traída pelo próprio irmão e se apaixonar pela pessoa errada — foi fruto de sua imaginação. Mas talvez Tessa Gray, como ela mesma se reconhece, nem sequer exista. O Magistrado garante que ela não passa de uma invenção. Para entender o próprio passado e ter alguma chance de projetar seu futuro, primeiro Tessa precisa entender quem criou Axel Mortmain, também conhecido como Príncipe Mecânico.


[...] Foram os livros que fizeram com que eu sentisse que não estava completamente sozinho. Eles podiam ser sinceros comigo e eu com eles. [Pág. 373]

Resenha sem spoiler! 

Depois aos acontecimentos surpreendentes em Anjo Mecânico a direção do Instituto de Caçadores de Sombras de Londres está por um fio de perder seus diretores, Charlotte e Henry. Wayland, o Cônsul da Enclave, os deu um prazo de duas semanas para que encontrassem alguma pista de Mortmain ou então Benedict Lightwood poderá se candidatar contra Charlotte para tomar conta do instituto. Enquanto isso, Tessa, Jem e Will estão ajudando a procurar pistas que possam levar a Mortmain.

O objetivo central do livro é manter Charlotte e Henry no comando do Instituto e encontrar o Magistrado, que está criando um exército de criaturas mecânicas e precisa de Tessa para colocar seu plano em prática. Vamos aos poucos, junto com os personagens, descobrindo novas pistas, segredos, etc.

Enquanto isso Tessa continua tentando descobrir “o que” ela é, afinal ela tem o poder de se transformar em outras pessoas, mas não tem a marca que os feiticeiros têm e nem é caçadora de sombras e o que o Magistrado quer com ela.

Finalmente descobrimos porque Will age como um babaca com todos e é interessante ver sua luta contra o que sente por Tessa. Ele finalmente admite pra si mesmo que a ama e ao mesmo tempo em que quer se aproximar, sofre sabendo que não pode.
[...] Will era lindo, mas não era dela; não era de ninguém. Havia algo quebrado nele, e por aquela rachadura escorria uma crueldade ceda, uma necessidade de machucar e se afastar. [Pág. 16] 
O triângulo amoroso continua, e Will que se afastava de todas as formas no 1º livro, começa aos poucos a querer se aproximar de Tessa, mas depois do ocorrido em Anjo Mecânico, ela não confia mais nele e acaba se aproximando cada vez mais de Jem. Ao mesmo tempo é triste e fofo ver Jem todo apaixonado por Tessa, que não consegue enxergar o que ele sente por ela e acredita que só a veja como amiga, mas fica claro o quanto ele gosta dela. E parece que aos poucos, mesmo sempre pensando em Will, ela começa a se render aos encantos de Jem.
[...] Detestava que Will causasse esse efeito nela. Detestava. [...] E mesmo assim, um simples olhar dele a fazia tremer numa mistura de ódio e desejo. Era como um veneno na corrente sanguínea, para qual o único antidoto era Jem. Só com ele sentia que pisava em terreno sólido. [Pág. 36] 
Eu costumo odiar triângulos amorosos, mas esse é um que eu adoroooo. Costumo detestar a pessoa que fica na dúvida entre dois amores, mas no caso de Tessa foi algo tão real que eu achei muito sincero. Cassandra Clare soube muito bem como fazer funcionar.

O problema é que, quando temos um triângulo tão adorável, você sabe que alguém sairá ferido, inclusive o próprio leitor, porque mesmo gostando mais de um casal, você fica triste pelo outro que saiu sofrendo. É exatamente assim que fiquei nesse livro, e acredito que também ficarei no próximo. Se preparem para sofrer com o triângulo!!!!!   

Meu personagem preferido desde o primeiro livro é o Jem, então fico muito chateada com o problema que a autora deu a ele e que descobrimos em Anjo Mecânico. Estou com medo do final que a autora criou pra ele, mas gostei muito de como ela o tratou nesse livro.

A narração é feita sobre a visão de Tessa, mas em alguns momentos temos a visão de outras pessoas como Will, Magnus Bane, Sophie. A história não tem muita ação, mas fui gostando mesmo assim. Vários segredos foram revelados, surpresas aconteceram, traições, romance e muito mais.

Jessamine continua a mesma chata e inútil de sempre, sua personagem só serve pra irritar. Henry me estressou até certa parte do livro com seu jeito distraído de ser, mas quando se aproximou do final passei a vê-lo com outros olhos. Gabriel e Gideon Lightwood, filhos de Benedict, também aparecem de forma razoável no livro. Gabriel já conhecemos do primeiro livro, ele fará tudo que o pai disser e Gideon aparece pela primeira vez parece ser bem diferente do irmão.  

Uma das coisas que mais gostei foi ver a ligação parabatai entre Will e Jem, que é linda. Como se fossem mais do que irmãos, um amor muito forte entre eles, não no sentido romântico óbvio, mas superior a isso.

O livro me surpreendeu de maneira muito positiva, porque eu não havia gostado muito de Anjo Mecânico, e Príncipe se tornou favorito! Leiam! Super recomendado! 

PS: Para ver a resenha tripla de Anjo Mecânico, clique aqui

 




18 comentários:

  1. Ai meu Deus... o que dizer de Príncipe Mecânico além do fato que ele deixou meu coração quebrado em vários pedaços e que estou tentando junta-los até agora, o livro é perfeito, não tem como passar por Príncipe Mecânico sem ser arrastado junto <3 Cassandra Clare definitivamente sabe nos arrebatar *-*

    ResponderExcluir
  2. Ai meu Deus, eu ri com essa da Jessamine! Tadinha, ela é legal xD
    Doida pra ler esse livro, o primeiro não mostrou o que eu queria ver até o final! Ficou nesse o que eu queria...Ah, é muito bom, Clare arrasa comigo com esses livros dela!

    ResponderExcluir
  3. Eu quero muito começar essa série, é muito boa e as criticas sobre ele são melhores ainda. Minha curiosidade tá demais!

    ResponderExcluir
  4. Eu quero muito ler esse livro!
    Confesso que também odeio triângulos amorosos, não tenho paciência com pessoas indecisas, mas nessa série eu também gosto. Sou team Will, mas não entenderia se a Tessa resolvesse ficar com o Jen.

    ResponderExcluir
  5. Ahhh mana eu li esse livro e tipo assim ... no melhor sentido foi muito foda, olha eu também confesso que não gosto de triângulos amorosos mas eu adoro esse da Tessa, Will e Jem ^^ Eu queria muito que ela tivesse ficado com o Will mas também tava torcendo pelo Jem aff torcia pros dois e ponto kkkk :) Ótima resenha.

    ResponderExcluir
  6. Essa é uma série que eu preciso começar a ler logo, mas os livros são muito caros e eu acabo adiando a compra o tempo todo.
    Nossa, se vc gostou do livro a ponto d torna-lo um favorito deve ser bom mesmo...

    ResponderExcluir
  7. essa serie eu preciso ler , eu comecei a ler a cidade dos ossos e amei ,me apaixonei pelas obras da cassandra claire.
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Terminei Anjo Mecânico semana passada e já estou ansiosa por Príncipe Mecânico, Cassandra consegue nos fazer amar cada cena que ela narra, é fantástico.
    Tomara que goste desse livro tanto quanto você, beijos.

    ResponderExcluir
  9. Me sinto meio deslocada nesse momento, pq eu nunca tive muita curiosidade sobre os livros da Cassandra Clare. Tá, pode me bater, eu sei que muita gente gosta, mas apesar da minha paixão por capa, não consegui sentir uma necessidade de ler.

    É, acho que to cada vez mais chata para leitura HAHAHA

    ResponderExcluir
  10. Eu gosto bastante da série Instrumentos Mortais, pra pra falar a verdade, Anjo Mecânico não me tocou tanto assim. Agora já estou toda animada, quando você diz que Príncipe Mecânico é melhor. Ainda não tenho o livro, mas pretendo ter e ler em breve. Ai, esse triângulo amoroso ... já estou vendo tudo ...

    ResponderExcluir
  11. adriana medeiros10 de maio de 2013 20:06

    Já li e adorei. Na verdade, adoro os livros da Cassandra. Tb adorei a coisa do parabatai, uma amizade linda. Mas estou sem paciência para triângulos... pq sempre essa necessidade de oferecer dois opostos para a pobre mocinha e fazê-la escolher?

    ResponderExcluir
  12. Que bom que "Príncipe Mecânico" não sofreu da maldição dos segundos livros das trilogias e/ou séries, e conseguiu superar o primeiro volume. Eu, como fã de Cassandra Clare, quero muito ler essa série. O que me chama a atenção nos livros da Cassandra é que as personagens secundárias são muito bem construídas, e muitas vezes roubam nossa atenção.
    Resumindo, quero ler em breve.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  13. Uau que livro sinistro confesso que nunca tinha ouvido falar dele, achei legal a sinopse, se tiver a oportunidade de ler ainda esse ano será legal.
    Tenho uma meta, mas ultimamente me falta tranquilidade!!!
    Ótima resenha!
    Bjs Dani Casquet
    livrosajaneladaimaginacao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Olha, estou lendo a série 'os instrumentos mortais' e não achei tão boa assim. É uma história na média. Apesar disso, tenho muito mais vontade de ler essa segunda série. A trama me chama muito mais a atenção, principalmente por se passar em uma época vitoriana. Não li o primeiro ainda, mas com certeza quero ler! E que bom que o segundo parece ser bom tb! Assim me animo ainda mais.
    Bjo

    ResponderExcluir
  15. Eu amo o mundo dos caçadores de sombras e acho a Cassandra Clare uma escritora excelente. Li e amei os instrumentos mortais e li Anjo Mecanico e tambem amei. Eu amo o Will, não sei porque sempre gosto de personagens que a maioria das pessoas não gosta. E torço muito pra que ele e a Tessa fiquem juntos no final.

    ResponderExcluir
  16. oiee... então eu só li Cidade dos ossos... mas vou ler a série toda... inclusive o anjo mecanico que esta na prateleira... porque me interessei , primeiro porque não sofre da maldição do segundo livro e segundo porque me interessei pelo triangulo que se torce para continuar triangulo rsrs

    bjus
    Franciele Alves
    @fran_alves

    ResponderExcluir
  17. Ótima resenha, mas ainda não li nenhum livro da série As peças infernais... Até hj da Cassandra Claire, eu só li a série Os instrumentos mortais, e me apaixonei, se a autora tiver seguido o mesmo estilo de escrita, essa série é ótima, com certeza....
    Já estão na minha listinha de desejados, mas ainda não deu pra conhecer esse parte da história. Parece que esses acontecimentos são antes da série dos Instrumentos mortais né?

    Bjok

    ResponderExcluir
  18. Eu infelizmente ainda não li nem o primeiro livro, mas to louca pra ler pois ouvi falar muito bem da autora e to louca por suas obras elas parecem ser demais, quero muito ler as duas séries dela.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails