Resenha: Lua de Sangue de Andrea Cremer


Título: Lua de Sangue
Autora: Andrea Cremer
Série: Nightshade #2
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501090485
Ano: 2012
Páginas: 406

Sinopse: Um romance juvenil arrebatador. Ao misturar opressão social e feminismo com um mundo fantástico de feiticeiros e lobisomens, Andrea Cremer chegou à cobiçada lista do New York Times. Neste segundo volume da série Nightshade, que acompanha as aventuras de Calla, líder da alcateia homônima, acompanhamos os acontecimentos logo após Sob a luz da lua. Quando Calla acorda no quartel-general dos Inquisidores, seus maiores inimigos, ela acredita que seus dias estão contados. Mas quando estes oferecem ajuda salvar sua matilha, ela deve decidir em quem confiar. Se nos mestres que a traíram ou nestes novos ‘amigos’. Cabe a Calla lidar com a liberdade de finalmente escolher as próprias batalhas e trilhar seu destino.

Devo admitir que quando peguei para ler, eu não me recordava de muita coisa do primeiro livro (eu tenho uma memória péssima), mas o final eu lembrava como havia sido. Lua de sangue continua de onde parou Sob a Luz da Lua. Calla e Shay foram pegos pelos seus inimigos, os “Inquisidores”, e ela se vê presa em um local que nunca viu e com poucas lembranças de como chegou ali.
Sobrevivência. Tudo tinha a ver com isso. Os Inquisidores eram guerreiros, como os Guardiões. Encaravam cada confronto como se fosse o último. Tudo isso - desde o café completamente fora de hora às piadas inapropriadas de Connor - fortalecia suas defesas. Mesmo não sendo armaduras. Eram defesas mentais. Uma maneira de salvar seus espíritos do desespero. [Pág. 94] 
Aos poucos ela vai descobrindo que quem ela aprendeu a odiar e a temer não é quem ela imaginava e assim ela é convidada a ajudar os Inquisidores numa guerra que se aproxima contra os Defensores, aqueles a quem os lobos obedecem e a quem sempre seguiram as ordens e aprenderam tudo. Além disso, Calla tem que se preocupar com o que aconteceu com seus amigos, pois depois de tê-los abandonado e “traído” sua linhagem, eles podem estar sendo torturados, interrogados ou mortos.
Aquele mundo misterioso possuía apenas criaturas que provocaram sofrimento, e seus horrores eram a fonte de poder dos Defensores. Um poder que eu havia lutado a vida inteira para proteger. [Pág. 143]
No primeiro livro, Calla descobriu que os Defensores mentiram durante vários anos para ela sobre o mundo onde cresceu e sobre os Inquisidores. Além disso, descobriu que Shay é um “item” vital numa futura guerra e por isso, Calla teve que abandonar sua matilha para salvá-lo. No caminho ela encontrou com Ren Laroche, que deveria ser seu “marido” para formar uma nova matilha, mas ela revela esse segredo que descobriu para ele, o que em breve vai afetar o mundo dos lobos.

Mais da metade do livro é focado em conseguir a confiança de Calla e Shay, aprendizagem sobre seus “inimigos” e sobre o plano para atacar os Defensores e salvar os Guardiões, que nesse caso são os lobos da matilha Nightshade, de quem Calla é a alfa. Somos apresentados a vários novos personagens do lado dos Inquisidores, todos que passei a adorar (talvez com exceção de um ou outro).

São revelados muitos segredos e muitas coisas são desmentidas, mudando completamente o mundo que que Calla cresceu. Quando a ação começa, ela não acaba e é bomba atrás de bomba que vamos descobrindo e várias mortes ao longo do caminho para minha tristeza. O destino de seus amigos, da matilha e de várias pessoas, está em suas mãos.

Nesse livro encontramos traição, magia, morte, opressão, mentiras, tortura e romance. As cenas de ação me tiraram o fôlego. Pra quem gosta do Shay e da Calla, vão gostar do romance dos dois. Mas pra quem prefere o Ren (como eu), não vai ser muito feliz com alguns acontecimentos.

Eu na verdade tenho uma história de amor e ódio com Calla. Ela é corajosa e uma líder nata, mas seus momentos de confusão (e chatice de vez em quando) não me agradam. Não gosto muito de Shay desde o primeiro livro, não sei exatamente porque, só não vou muito com a cara dele, nem desse romance entre eles. Então, na verdade eu adorei o livro, mas isso que acabei de dizer me impede de gostar mais ainda dele.

Uma coisa que me incomodou também foi a dúvida de Calla entre o que sentia por Shay e Ren. Não sou fã de triângulos amorosos e não gosto de personagens que ficam indecisas entre duas pessoas. O jeito que algumas pessoas lidaram com a morte de outros que lhe eram próximos eu também não entendi.

Os melhores personagens são os novos. Gostei de vários, cada um com sua personalidade e seu papel entre os Inquisidores. Adne e Connor são meus preferidos. Monroe, que é um tipo de líder também.

Eu terminei o livro um pouco confusa em relação ao que achei de modo geral. Eu adorei o primeiro livro e achei que o segundo foi melhor em muitas coisas, mas algumas ainda me incomodaram. De qualquer forma, eu recomendo!   

O final tem um gancho para o próximo livro, que não sei dizer se estou ansiosa ou preocupada para ler. Não vi bons comentários sobre o terceiro livro por aí, mas por enquanto eu adorei os dois primeiros livros. Só tenho medo de me decepcionar com o final da trilogia. 


8 comentários:

  1. Super ansiosa para ler este livro! Terminei Sob a Luz da Lua com uma mega curiosidade para saber o que vai acontecer com a Calla e o Shay. Fiquei com gostinho de quero mais hehe Adorei a capa também, achei bem mais bonita que a primeira ^^


    Bjs
    @Tibiux

    ResponderExcluir
  2. Boa resenha, mas essa temática não desperta a minha curiosidade...


    Bjo.

    ResponderExcluir
  3. Nunca li nada da autora, porem a resenha me chamou atenção, o livro parece ser bom, apesar de nao ser o genero que sou acostumada a ler com frequencia. Ja coloquei na lista!

    ResponderExcluir
  4. Cristiane de Oliveira30 de dezembro de 2012 11:02

    Gostei muito da capa e acho que só não gostei muito desse livro e nem li o primeiro ainda apesar de querer ler muito o primeiro, acho que estou um pouco cansada de series

    ResponderExcluir
  5. Nunca li Sob a Luz da lua, por isso não entendi bem sobre a historia. A historia também não me atraiu muito. Também não gostei da capa. :x
    Mas enfim... se tivesse a oportunidade de ler acho que eu leria . ^^

    ResponderExcluir
  6. Nunca peguei tanto ódio de uma trilogia como peguei dessa.
    ODEIO essa série!!!
    Foi o fim da picada a autora encerrar a série como encerrou,achei lamentável,pois ao invés da estória melhorar ao longo dos livros,ela piora...e muito.
    Calla me irritou horrores,não merecia nenhum dos dois.
    Como eu sou team Ren fiquei desolada (e muito irritada) com o final da série.Afinal o melhor personagem (o único que presta se dá suuuuuuuper mal)
    Só digo uma coisa,no final da série vc vai pensar em quanto tempo vc poderia ter gasto em algo mais útil.


    bjs Nati

    ResponderExcluir
  7. Confesso que não conhecia essa trilogia. Mas pela sua resenha, achei a história super interessante, mesmo com esse probleminhas que você citou. Pelo menos, os ingredientes que admiro em um bom livro estão aí, que são: magia, traição, mentira, opressão, e por aí vai.


    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  8. Francine Fernandes4 de janeiro de 2013 22:48

    Não conhecia este livro e nem esta triologia, adorei a resenha, adorei a capa, adorei tudo, to ansiosa para comprar o primeiro livro (pois também não conhecia) e logo este também!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails