Resenha: Estilhaça-me de Tahereh Mafi

Título: Estilhaça-me
Autora: Tahereh Mafi
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788563219909
Ano: 2012
Páginas: 304
Compre Aqui


Sinopse: Juliette não toca alguém a exatamente 264 dias. A última vez que ela o fez, que foi por acidente, foi presa por assassinato. Ninguém sabe por que o toque de Juliette é fatal. Enquanto ela não fere ninguém, ninguém realmente se importa. O mundo está ocupado demais se desmoronando para se importar com uma menina de 17 anos de idade. Doenças estão acabando com a população, a comida é difícil de encontrar, os pássaros não voam mais, e as nuvens são da cor errada. O Restabelecimento disse que seu caminho era a única maneira de consertar as coisas, então eles jogaram Juliette em uma célula. Agora muitas pessoas estão mortas, os sobreviventes estão sussurrando guerra – e o Restabelecimento mudou sua mente. Talvez Juliette é mais do que uma alma torturada de pelúcia em um corpo venenoso. Talvez ela seja exatamente o que precisamos agora. Juliette tem que fazer uma escolha: ser uma arma. Ou ser um guerreiro.

Juliette desde que nasceu não pode tocar em ninguém ou vice-versa, nunca pôde ser segurada no colo quando bebê, nunca teve um abraço de seus pais, nunca teve amigos, era ridicularizada na escola, sofria todo o tipo de bullying. As pessoas tinham medo dela e não se aproximavam... 17 anos de solidão. E é por isso que eu entendo a forma como ela cresceu, sem auto-estima e se sentindo um monstro de certa forma, afinal nem mesmo sua família a quis por perto.
Meus pais pararam de me tocar quando passei a engatinhar. Fiz meus colegas de classe chorar só por lhes segurar as mãos. Os professores me faziam trabalhar sozinha para que eu não machucasse as outras crianças. Nunca tive um amigo. Nunca conheci o aconchego do abraço de uma mãe. Nunca senti a ternura do beijo de um pai. Eu não sou louca. [Pág. 23]
Ignorada até por seus pais, que nunca se importaram em tentar descobrir o que havia de errado com a filha ou tentado buscar ajuda para ela, Juliette ao tentar ajudar uma criança maltratada pela mãe acaba matando-a com seu toque, aos 14 anos. Desde então ela foi para hospitais, psiquiatras e por último trancafiada em um hospício. Há 264 dias presa em uma cela, com apenas café da manhã (que na verdade nem sei se poderia ser chamado de café da manhã), no escuro, tendo que ouvir gritos de outros pacientes, com nada além de algo que parece uma janela, ela recebe um companheiro de cela e fica chocada com isso porque ninguém tem companheiro de cela por lá e muito menos do sexo oposto.  
- Não entendo, por que você não fala comigo? Você senta no seu canto todos os dias e escreve em seu caderno e olha para tudo exceto para o meu rosto. Você tem tanto a dizer a um pedaço de papel enquanto estou bem aqui e você nem fala comigo. [Pág. 39]
Adam já chega à cela sendo ignorante e roubando a cama de Juliette, mas ela nada faz porque quanto menos contato com ele melhor. Apesar disso ela o ajuda a se adaptar ao novo lugar, pois já sabe como as coisas funcionam por lá. Aos poucos os dois começam a se comunicar e ela percebe que ele lhe é familiar. Quando em um dia qualquer alguns guardas a tiram de sua cela e a levam para o local comandado pelo Restabelecimento. Warner, com apenas 19 anos, é o comandante, completamente desprezível e só pensa em poder. Ele quer Juliette como uma arma a seu favor numa guerra que se aproxima, não se importa com ninguém e é totalmente frio. Adam também está por lá, ele na verdade é um soldado que entrou na cela para tentar descobrir algo sobre Juliette e se fingiu de prisioneiro.

Adam e Juliette se conhecem há muito tempo. Estudaram juntos desde a 3ª série e ele sempre sofreu maus-tratos do pai e foi assim que ela percebeu sua presença na escola quando tinha 8 anos. Como ela sempre teve problema com outros alunos, Adam apesar de nunca ter falado com ela sempre a defendia e era o único que se aproximava dela, e desde então ela é apaixonada por ele, a única pessoa em sua vida que se preocupou com ela, que cuidou dela durante anos, apesar de nunca realmente falar com ela. Como percebemos, ele também a ama e na verdade está ali para ajudá-la a se livrar de Warner. Juntos eles terão que enfrentar o mundo para se livrarem de quem os querem mal.
O Restabelecimento nos prometeu esperança de um futuro melhor. Eles disseram que consertariam as coisas, eles disseram que nos ajudariam a voltar ao mundo que conhecíamos, [...] Eles disseram que nos devolveriam nossa casa, nossa saúde, nosso futuro sustentável. Mas eles roubaram tudo. Eles tomaram tudo. Minha vida. Meu futuro. Minha lucidez. Minha liberdade. [Pág. 59]
Fiquei presa ao livro desde a primeira página! Era triste ver o quanto Juliette sofria por não sentir um toque ou poder tocar outro ser humano, nem consigo imaginar uma vida de solidão como essa!

O livro é narrado por Juliette, e o jeito que a autora escreve é bem diferente do que estou acostumada. Parece que estamos mesmo dentro da cabeça dela. E algo que eu gostei em sua escrita foi utilizar o texto tachado, algo que talvez incomode algumas pessoas, mas que adorei! Deu um toque diferente ao livro e que tem um significado bem legal, algo como se ela sentisse ou pensasse algo, mas não pudesse exatamente fazer aquilo por não poder pertencer a ela aquele tipo de pensamento. A única coisa que me incomodou em sua escrita foi o fato da repetição de palavras algumas vezes seguidas, como se Juliette pensasse dessa forma, como por exemplo, “...mas minha voz está quebrada quebrada quebrada...”. Os capítulos são bem curtos, o que eu adoro. Gostei muito da capa original ser mantida, a diagramação está boa mas eu senti alguns errinhos na escrita, não sei se proposital mas que também não atrapalharam a leitura.

Adam me conquistou desde a primeira aparição. Ele é gentil, tem um passado triste que o deixou forte e faria de tudo para salvar Juliette das mãos de Warner. E Juliette é ao mesmo tempo frágil e forte, uma pessoa com um bom coração que não deseja machucar ninguém, nem mesmo quem a feriu. Além deles conheceremos outros personagens mais para frente mas não posso dizer em que condições pra não dar spoiler. O que posso dizer é que James é um fofo menino de 10 anos. Kenji é super engraçado e me fez morrer de rir com suas piadinhas. Warner é um vilão perigoso que está doido para ter Juliette em seus braços e fará de tudo para tê-la. Ainda não entendi o burburinho em relação à Warner que apesar de ter 19 anos e ser gato é um cara sem escrúpulos e totalmente psicopata! Mas, seu personagem é um ótimo vilão. 
- Você acha que, porque sou desprezada... porque sou negligenciada e...e descartada... Você acha que não tenho um coração? Você acha que não sinto? Acha que, só porque posso infligir dor, deveria fazer isso? Você é exatamente como os demais. Acha que eu sou um monstro como os demais. Você não me entende de modo algum... [Pág. 124]
Outra coisa que achei bem interessante é que a autora dentro de tudo isso aborda algo importante como as consequências do mal tratamento dos humanos com o meio ambiente. Por trás de toda essa história o mundo não é mais como era. O que Tahereh Mafi criou é bem diferente do que vivemos mas que poderia ser nosso futuro um dia. A camada de ozônio acabou com o mundo que conhecíamos, comida é escassa, vegetação quase não existe, animais também e tudo que a população tinha era a promessa de melhoria do Restabelecimento que prometia mudar tudo isso, mas ao invés disso piorou tudo, destruiu o que havia de bom e agora está querendo uma guerra com quem estiver contra seus princípios. 
[...] Os elementos naturais estavam em guerra uns com os outros porque abusávamos de tudo. Abusávamos de nossa atmosfera. Abusávamos de nossos animais. Abusávamos de nosso semelhante. O Restabelecimento prometeu que consertaria as coisas. No entanto, mesmo que a saúde humana tenha encontrado um pouquinho de alívio sob o novo regime, no fim das contas morreram mais pessoas de uma arma carregada que de um estômago vazio. E está ficando pior. [Pág. 29]
Adorei o livro do inicio ao fim e estou LOUCA para ler a continuação Unravel Me, mas sua previsão é apenas para o inicio de 2013 nos EUA!


Beijos, Andresa.

22 comentários:

  1. Gostei bastante da resenha, e Estilhaça-me é um dos livros que eu mais quero ler ultimamente! Tenho ouvido várias críticas muito boas dele, embora algumas também sejam um pouco duras quanto ao estilo de escrita da Tahereh Mafi.

    Mas a história parece genial e me lembra MUITO (acho que é igual, na verdada) a Vampira de X-Man. Gostei da temática distópica e preciso muito ler distopia!! hahahaha Ainda não li nada distópico.

    GOSTEI DA RESENHA, está ótima e transmite bem a atmosfera do livro! :)

    Beijão

    Renato
    The Review Kingdom
    www.thereviewkingdom.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ficou muito legal a resenha e me deixou com muito mais vontade de ler esse livro.
    Estou muito curiosa para saber como é o relacionamento de Juliette com Adam.
    Gostei da capa dele e do efeito que ela tem.
    Bjins.

    ResponderExcluir
  3. Oi 
    Acabei de ler esse livro semana passada e só posso dizer o seguinte: MARAVILHOSO E VICIANTE! No início achei meio parado e tal mas logo isso mudou e eu simplesmente não larguei o livro até acabar de ler!! O livro me lembrou um pouco os "Jogos Vorazes" (que eu já li e super recomendo embora o foco centrasse mais no meio ambiente) ATENÇÃO SPOILER: Ainda não sei o que penso quanto ao beijo que a protagonista teve com o Warner, mas pronto -.- enfim, com certeza um dos melhores livros que já li!!
    ·       
    http://malucosdaleitura.blogspot.com/


                     xoxo ♔

                         

    ResponderExcluir
  4. A história parece intensa demais, do início ao fim. A
    sinopse e resenha contam um pouco mas deixam muito lugar para imaginação...
    confesso que fiquei bem curiosa e no "ar", como assim x-men?? O que
    tem de parecido??


    Mesmo sem gostar muito de livros 'futurísticos'. Acho que
    vou ter que ler esse...


    Bjkas!


     


    Monique Martins


    MoniqueMar


    @moniquemar


     

    ResponderExcluir
  5. Mariana Ribeiro Barbosa12 de maio de 2012 11:10

    Olá, Desa!!
    Adorei a sua resenha!!Eu senti um certo estranhamento no começo da leitura por causa da narrativa irreverente e totalmente inovadora da autora, mas aos poucos me acostumei e soube apreciar.Amooo Warner e estou muito ansiosa para ler a continuação só por causa dele!! Adam é muito encantador também, e gostei muito dos personagens secundários como o irmão do Adam, por exemplo.Agora é esperar para ver como vai se desenrolar essa história no próximo volume! Bjos.Mariana RibeiroConfissões Literárias. 

    ResponderExcluir
  6. Vanilda Procopio12 de maio de 2012 16:39

    Ainda não li o livro, mas estou com muita vontade de ler. Quando vi as primeiras sinopses, achei que poderia não ser tão bacana, mas depois fui lendo as resenhas e achei super interessante. A sua resenha ficou bem completa. É a primeira vez que leio que tem um personagem engraçado ... me animou ainda mais!

    ResponderExcluir
  7. Otima resenha. É incrível como este livro é 8 ou 80 mesmo né?, Tem pessoas como você que amam e tem outras blogueiras que odiaram. E olha que já li váriiiiiiass opiniões.  Deve ser bem diferente mesmo, estou doida pra ler, só que minha grana ta meio curta e tenho alguns livro em casa pra ler. Mas assim que der com certeza vou correndo busca-lo.


    Beijo Beijo
    Lê 

    ResponderExcluir
  8. Adorei a resenha apesar de até agora não ter ouvido quase nenhum comentário positivo a respeito do livro você me deixou animada pra ler ele.
    Parabéns pela resenha!
    xoxo

    ResponderExcluir
  9. Amanda Nascimento15 de maio de 2012 21:49

    Que resenha linda.... estou mais louca de vontade de ler.
    Tô pirando de vontade desde o lançamento na NC, teve até gincana deles e eu participei, mas não deu.

    Me amarro mto com esse tipo de história.

    E , a vontade de ler aumentou ta dona Andressa.
    Tô quase pedindo... manda o livro pra mim... fala que eu ganhei ele e manda...rsrsrs

    Beijos
    i'm @justmandyhere 

    ResponderExcluir
  10. Ai coitada dela gente, mas fico pensando, como é que a mãe cuidava dela sem toca-lá? Ou não tocava? O.o
    Ai que bonitinho, é a primeira renha que leio como os dois se conheceram ♥
    Também gosto de capitulos curtos. Geralmente paro bastante de ler pra sair ou fazer alguma coisa e isso facilita muito.
    É bem bacana a autora focar nisso, na poluição, não vemos muitos livros assim.
    Espero ler muito, muito em breve, mas ainda tenho que ganhar o meu.
    Bj

    ResponderExcluir
  11. Isabelle Vitorino20 de maio de 2012 22:01

    Estou com o livro aqui em casa na fila de leitura, mas tenho dado prioridade a outras. Contudo, depois de ver (muitas!) resenhas negativas que me fizeram perder a vontade de ler, a sua me encantou. 
    Ainda não sei o que penso com relação a esse lance Vampira do X-Man, mas este é um livro de distopia e isso anima muito!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Resenha ótima.Li várias e a  sua me deu mais detalhes da história. Estou louca por este livro, participando de tudo que é sorteio.Mas, até agora, nada.

    soniacarmo
    retalhosnomundo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Eu quero esse livro pra mim!!! rs... Eu amo a capa!!! É muito linda!!!!! =)

    Adoro distopias, conhecer mundos com realidades diferentes da nossa me fascina!!!

    Não sabia que tocava no assunto do meio ambiente, que bom!!! Qualquer ajuda para a conscientização das pessoas é super válida.

    Eu também acho que a pobre da Juliette deve ter sofrido muito a vida toda, é solidão demais pra uma pessoa não poder tocar ninguém...

    Bom, estou louca mesmo pelo livro!! Espero ler logo!

    Ju
    entrepalcoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Eu li Estilhaça-me recentemente e amei também *------* Li em um dia XD
    Adam <3 me conquistou desde o primeiro momento, ele é super fofo, sempre protegendo ela.
    Espero ver mais deles no próximo livro, que eu não sei o que esperar =P Pelo final desse, será uma mistura de X-men? hahahah
    Adorei a resenha!
    Bjus

    ResponderExcluir
  15. Ai! EU QUERO! Ótima resenha Andresaa! Estilhaça-me está na lista de mais desejados e achei a história bem interessante... acho até que vou passar uns livros pra trás pra ler este. E se você gostoum, acho que vou gostar também!

    Beijinhos! 

    ResponderExcluir
  16. Já li várias resenhas de Estilhaça-me e maioria positiva, algumas com pequenas resalvas. Uma delas é essa repetição e também as frases tachadas.

    A história me lembra muito X´-men, e segundos algumas resenhas que li o final fica muito x - men e não gostaram do final. O poder/doença da personagem principal parece ser bem difícil de lidar mesmo. Que bom que vc adorou, minhas expectativas tão em altas com esse livro, e nem precisa falar que é uma distópia!

    ResponderExcluir
  17. Caroline Oliveira28 de maio de 2012 16:42

    Ainda não li o livro mais estou com muita vontade de lê-lo.
    Outras resenhas que li também destacam como a autora escreve de uma forma que quase dá para sentir a dor que a personagem sente, e isso esta me deixando cada vez mais curiosa. 

    Beijos 

    www.conversaentregarotas.com

    ResponderExcluir
  18. Aaaah, eu quero muito ler esse livro!!!
    Por causa da faculdade minhas leituras ficaram emperradas, mas acho que nas férias consigo resolver isso...
    Vi muitas resenhas e críticas positivas sobre o livro, e sinceramente, adoro esse tema.
    E tem um outro detalhe né, foi publicado pela Novo Conceito, uma mega editora, minha favorita, sempre vou atrás de seus lançamentos...
    Aiiin, preciso comentar isso, e me deixou com muito mais vontade de ler o livro: a Tahereh é uma fofa, falei com ela pelo Twitter, quero ela na minha estante também, pode?? hahaha *-*
    Fora que a capa é maravilhosa também né, já deixa com vontade desde isso hahaha
    Beijinhos
    @carol_ordonha 

    ResponderExcluir
  19. Estou com muita vontade de ler esse livro, a escrita da autora parece mesmo ser muito legal com esse estilo do tachado, e não sei se me incomodaria com essa repetição de palavras seguidas, mais ou menos rs
    Quero muito ler esse livro, adoro distopia e gostei dela acrescentar uma personagem sobrenatural!

    ResponderExcluir
  20. sinceramente não posso dizer que eu gostei!
    por que eu amei,amei, amei....
    Estou louca para ler o livro, só que aqui na minha cidade aina não chegou......

    ResponderExcluir
  21. Achei o livro inteiro perfeito, mas o final decepcionante. Aquilo me lembrou X-men.
    E eu odiei Adam, é o tipo de mocinho muito mocinho que dá raiva. Achei o Warner muito mais interessante

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails