Resenha de Concurso Cultural: A Menina que Roubava Livros - Markus Zusak


Em março fizemos um Concurso Cultural especial para estimular o resenhista que existe em cada um de nós. Depois de alguns contratempos (Leia tudo aqui) finalmente escolhemos nossa vencedora e sua resenha se encontra aqui

Como havíamos dito, as outras 3 participantes que enviaram suas resenhas com alguma regra não cumprida, vão receber um kit de marcadores e terão suas resenhas postadas no blog as sextas-feiras desse mês.

Portanto, essa semana veremos a resenha de Lara Emerich. Você tem 3 dias para responder o e-mail que lhe enviamos.


Segue sua resenha:



Título: A Menina que Roubava Livros 
Autor: Markus Zusak
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788598078175
Ano: 2007
Páginas: 480

Sinopse: Entre 1939 e 1943, Liesel Meminger encontrou a morte três vezes. E saiu suficientemente viva das três ocasiões para que a própria, de tão impressionada, decidisse nos contar sua história, em 'A menina que roubava livros'. Desde o início da vida de Liesel na rua Himmel, numa área pobre de Molching, cidade próxima a Munique, ela precisou achar formas de se convencer do sentido de sua existência. Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona-de-casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, 'O manual do coveiro'. Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro dos vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes. E foram esses livros que nortearam a vida de Liesel naquele tempo, quando a Alemanha era transformada diariamente pela guerra, dando trabalho dobrado à Morte. O gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito. E as palavras que Liesel encontrou em suas páginas e destacou delas seriam mais tarde aplicadas ao contexto da sua própria vida, sempre com a assistência de Hans, acordeonista amador e amável, e Max Vanderburg, o judeu do porão, o amigo quase invisível de quem ela prometera jamais falar. Há outros personagens fundamentais na história de Liesel, como Rudy Steiner, seu melhor amigo e o namorado que ela nunca teve, ou a mulher do prefeito, sua melhor amiga que ela demorou a perceber como tal.


“Quando a Morte conta uma história você deve parar para ler.” Logo na capa do livro nos deparamos com essa frase. Imediatamente ficamos curiosos para saber o que está por vir.

Em plena Alemanha nazista, durante a Segunda Guerra Mundial, com tantos afazeres, a Morte reserva um tempo para narrar a história de Liesel, uma garota especial, que já esteve cara a cara com a narradora em três situações.

O livro começa mostrando um dos encontros que Liesel teve com a Morte. Durante uma viagem de trem Liesel presencia a morte de seu irmão mais novo e logo em seguida é largada na porta de Rosa e Hans Hubermann. Esse casal alemão acolhe a menina e tenta dar uma vida digna a ela.

Na morte do irmão Liesel viu a Morte pela primeira vez. Essa foi também a primeira vez que ela roubou um livro. “O manual do Coveiro”, um livro que o homem que cuidou do enterro deixou cair.

O melhor amigo de Liesel é Rudy, seu vizinho, um garoto muito esperto que aprendemos a amar logo em suas primeiras aparições. Ao longo da história conhecemos também Max, um judeu que recebe apoio dos Hubermann. Com seus cabelos que parecem penas ele se torna um grande amigo de Liesel. Eles possuem muitas coisas em comum, o que acaba criando um laço muito forte entre eles.

Através de personagens como Hans Hubermann percebemos que existem pessoas com um ótimo coração, dispostas a ajudar o próximo, mesmo que essa ajuda pode prejudicá-las. É ele quem ensina a filha a ler e incentiva sua paixão pelos livros. Um homem simplesmente adorável.

Markus Zusak nos mostra o outro lado da história. Nós estamos acostumados a ver a crueldade dos alemães e a injustiça sofrida pelos judeus. Mas nesse livro vimos uma outra realidade: a vida sofrida dos alemães de classe baixa.

Um livro incrível. Um linda história de drama, amizade, companheirismo, amor, injustiça e guerra. Recomendo a todos. 

“Os seres humanos me assombram.”


13 comentários:

  1. Esse livro é muito especial pra mim. Na verdade foi o primeiro livro que comprei com meu proprio dinheirinho e a história me tocou muito, porque sempre vemos os alemães como monstros, mas havia também aqueles que não concordavam com muitas coisas e se arriscavam. A história é linda, e também nos ensina que a morte nem sempre é um monstro. Adorei a resenha, um abraço

    ResponderExcluir
  2. Fernanda Falleiro13 de abril de 2012 14:45

    Parabéns a ganhadora.
    Estou com muita vontade ler este livro, acho a história dele bem singular. Muito boa resenha
    Bjos e bom final de semana

    ResponderExcluir
  3. eu já li o livro e amei,mas agora lendo essa resenha deu vontade de ler de novo..amo muito esse livro simples assim.

    ResponderExcluir
  4. Já ouvi falar tanto desse livro mas ainda não tive a oportunidade de ler. Toda a ambientação do livro já é interessante, em se tratando de Segunda Guerra e todas as consequências que ela trouxe. É uma ótima indicação de leitura.

    ResponderExcluir
  5. Parabens a ganhadora ! Ja li o livro e sim é muito legal ! Mas fiquei muito triste com o final ! Um dos meus personagens preferidos era o pai da manina e a morte ! Porque que os seres humanos assustavam ela !? ainda não entendi! kkkk otima resenha !

    ResponderExcluir
  6. Gostei da escolha do livro para a resenha.
    Eu achei muito linda a história e vou confessar que eu até chorei lendo esse livro.
    Vale muito a pena ler.
    bjins.

    ResponderExcluir
  7. territoriodascompradorasdelivr15 de abril de 2012 08:49

     

    Oi, tudo bom?


    Desculpa a demora pela resposta do seu
    comentário fofo lá no blog, meu PC tinha quebrado, mas agora está tudo melhor.
    Esse livro está na minha estante já faz um tempo e preciso pega lo para ler, sei que ele é maravilhoso, sua resenha comprova isso.
    Espero que esse mÊs ainda dê tempo de ler.


    Território
    das garotas


    @territoriodg


    Bjss
    *-*


    Passa
    lá no blog?


    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Ount'
    Amo esse livro *---*
    Ele apareceu em um momento muito delicado da minha vida e me fez aprender o real sentido de uma amizade.
    http://joicy-santos.blogspot.com.br 

    ResponderExcluir
  9. Nossa faz um tempão que li esse livro e estou com vontade de reler , adorei a resenha muito completa . Bjus 

    ResponderExcluir
  10. Amanda Nascimento16 de abril de 2012 21:50

    Esse livro é um dos meus favorito.

    Me tocou, me mudou... me fez pensar.
    Acho que está na hora de reler ele... :)

    ResponderExcluir
  11. Primeiro, parabéns a ganhadora. A resenha ficou ótima!
    E segundo, comprei esse livro logo no lançamento e nunca terminei por ter uma linha de escrita que me incomodava MUITO. Simplesmente abandonei e troquei, mas.. muitos que prosseguiram com a leitura dizem ser um ótimo livro mesmo, quem sabe futuramente eu compre de novo e consiga terminar né?

    Beijo.

    ResponderExcluir
  12. Parabéns à ganhadora :) 

    Tenho um trauma com esse livro. Tinha pego emprestado na biblioteca, só que acabei levando pro ballet e esquecendo lá. Resultado: tive que comprar outro pra repôr o da biblioteca, >< Mas enfim, ainda compro um exemplar dele pra ler (nunca o terminei) e deixar na minha estante, hehe. 

    Beijos,Natalia Lealhttp://www.paginas-encantadas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Faz é tempo que eu quero ler esse bestseller!Muitos já recomendaram para mim!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails