Resenha Internacional: Under The Never Sky - Veronica Rossi

Título: Under The Never Sky
Autora: Veronica Rossi
Editora: HarperCollins
ISBN: 9780062072030
Ano: 2012
Páginas: 400
Classificação: 5 de 5
Sinopse: Desde que esteve do lado de fora, ela sobrevivei a uma Tempestade Aether, ele teve uma faca contra seu pescoço e viu homens sendo assassinados. Isso era pior. Exilada de sua casa, a cidade cercada Reverie, Aria sabe suas chances de sobreviver no deserto exterior - conhecido como Death Shop - são escassas. Se os canibais não a pegarem, as violentas, eletrificadas tempestades de energia irão. Foi ensinado a ela que o próprio ar que ela respira pode matá-la. Então Aria conhece um Outsider chamado Perry. le é bárbaro - um selvagem - e sua única esperança de permanecer viva. Um caçador de sua tribo em uma paisagem impiedosa, Perry vê Aria como protegida e frágil - tudo que ele esperaria de um Dweller. Mas ele precisa da ajuda de Aria também; ela sozinha detém a chave para sua redenção. Opostos em quase tudo, Aria e Perry devem aceitar um ao outro para sobreviver. Sua improvável aliança forma um vínculo que irá determinar o destino de todos que vivem sob o céu do nunca. (Tradução livre por mim)


Quando fiquei sabendo desse livro fiquei louca para ler, vi comentários positivos e sou louca por distopia e essa parecia ser ótima! Devo dizer que no inicio da leitura tive dificuldade de entender muita coisa, mas com o passar das páginas as coisas foram sendo explicadas.

O mundo criado por Veronica, é algo que nunca imaginei, algo realmente novo pra mim! Conforme a leitura nos deparamos com várias invenções criadas pela autora e aos poucos vamos descobrindo suas funções. Para que possam entender melhor o mundo criado por ela, vou especificar algumas coisas que podem ser importantes para que não fique sem entendimento.

Reverie é uma cidade cercada, com grande avanço tecnológico onde as pessoas usam um aparelho, Smarteye, que é utilizado para se comunicar e entrar nos Realms, que são mundos virtuais onde  eles podem explorar sem estar realmente lá. Eles não conhecem o mundo lá fora, que é completamente diferente do que eles vivem. 

Death Shop é como eles chamam o mundo lá fora, local de grandes perigos, com tempestades de energia que destoem tudo (Tempestade Aether), um local primitivo onde vive boa parte da população. Lá vivem os Outsiders. Alguns deles são marcados e recebem dons. Eles podem ser Seers, Scires ou Audiles. Os seers são “videntes” e enxergam melhor que a maioria das pessoas. Os Scires têm os sentidos apurados e podem sentir as emoções das pessoas. E os Auds ouvem de uma distância muito longa. Além deles temos os Blood Lords, que são os comandantes das tribos.

Isso foi surreal. Havia pessoas que podiam sentir emoção e ouvir os pensamentos. O que seria o próximo? [Pág. 184]

Há mais de uma semana Aria não consegue contato com sua mãe Lumina, uma cientista que trabalha para o governo de Reverie, onde moram, e resolve ir atrás da mãe para descobrir o que aconteceu. Ela vai com sua melhor amiga e três colegas, mas a jornada acaba mal e Aria é atacada, sendo quase morta. Ela é salva por Perry, um outsider, que conseguiu entrar em seu mundo. Ele a deixa em um local seguro, pega seu smarteye (que contém 2 importantes arquivos) e volta para sua terra. Aria sem saber o motivo é banida de Reverie e jogada no Death Shop, onde terá que fazer de tudo para sobreviver.
Aria sabia que ela não poderia sobreviver neste mundo contaminado. Ela não tinha sido projetada para ela. A morte era só uma questão de tempo. [Pág. 69]
Conhecemos o mundo de Peregrine (Perry). Ele tem um sobrinho, Talon, que perdeu a mãe faz pouco tempo por uma doença e também já possui os sintomas que sua mãe tinha. Vale, irmão mais velho de Perry e pai de Talon, é o Blood Lord da tribo deles. Algo que Perry sonha ser desde sempre e a tensão entre eles só piora a cada dia. Ao ter seu sobrinho sequestrado pelo pessoal de Reverie, ele fará de tudo para salvá-lo.

E é assim que Perry e Aria se encontram de novo e a tensão criada por esse encontro é ótima. Ambos querem a mesma coisa, encontrar um ente querido. E assim, com relutância viram aliados. Ele para conseguir Talon de volta e Aria para voltar a Reverie e encontrar sua mãe.
- Como você magoa alguém que você ama assim?- As pessoas podem ser mais cruéis com aqueles que amam. [Pág. 281]
Os dois personagens são muito bem construídos pela autora. Aria depois de sair de seu mundo virtual cresce muito e se torna mais humana a cada dia que passa no mundo real. Perry é corajoso e faria de tudo para salvar aqueles que ama. Com o passar do tempo vão conhecendo melhor um ao outro e seus mundos tão diferentes.
- Ele está quieto porque ele está pressentindo as emoções. Perry não confia em palavras. Ele já me disse o quão frequente as pessoas mentem. Por que ele iria se incomodar em ouvir palavras falsas quando ele pode respirar e obter o direito à verdade?- Porque as pessoas são mais do que emoções. As pessoas têm pensamentos e razões para fazer as coisas. [Pág. 184]
Eu amei tudo nesse livro! O fato de não existir aquele romance no estilo: “Ei, acabei de te conhecer e me apaixonei por você” foi ótimo porque os sentimentos foram crescendo aos poucos, até porque não tinha como ser de outra forma. O livro é em 3ª pessoa e os capítulos divididos entre Aria e Perry o que amei, pois vemos a perspectiva de cada um deles ao decorrer do livro.
- Há outras coisas que eu prefiro fazer quando eu estou sozinho com você.- Então faça. [Pág. 296]
Até o final descobrimos muito sobre os personagens e alguns segredos são revelados, mas não é explicado muito dessa sociedade que governa Reverie, pois o livro ficou mais focado no Death Shop, mas acho que nos próximos livros isso poderá ser abordado. Afinal é uma trilogia =)

Recomendo e estou louca pela continuação "Through The Night Ever" que ainda não tem data de lançamento!

Capas pelo Mundo


Lembrando que o livro teve os direitos comprados pela Editora Prumo, ainda sem data de lançamento por aqui.

Aproveitem e vejam a entrevista que fiz com a autora, que nasceu no Rio de Janeiro: Conhecendo a Autora Veronica Rossi.

PS: Sinopse e quotes traduzidos livremente por mim. Não sou muito boa para traduzir o que leio em inglês, mas fiz o melhor que pude pensando naqueles   que não entendem inglês para que pudessem ter uma noção.


Beijos, Andresa.

14 comentários:

  1. Curti MUITO a resenha! Por envolver um mundo totalmente diferente do nosso já me deixa muito curiosa, e além disso, envolve um romance cujos sentimentos serão conquistados aos poucos, que é ótimo, porque já li muitos livros que eram assim: "Foi amor à primeira vista, vamos ficar juntos?!" hahaha. Gostei muito muito mesmo da resenha, ficou ótima!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Nosssa ! Eu adorei ! Quero esse livro na minha pratileira ! Deusme livro ser exilada de faca ! deve ser horrivel ! :( Eu ja tava curiosa pra ler esse livro quando voce fez a entrevista com a escritora! E tem romance? vish agora sim to loca pelo livro!! Eu ADORO um romance com aventura ! Adorei a resenha ! Quero saber como vai ficar esse romance ! beijos ! 

    ResponderExcluir
  3. Que bom que voce gostou do livro! Eu achei Under the Never Sky SENSACIONAL. Porque sera' que a Editora Prumo nao se pronuncia com relacao a data de publicacao do livro no Brasil?!!

    ResponderExcluir
  4. Cristiane dornelas12 de março de 2012 19:46

    Ah que pena que ainda não tem aqui. Gostei da resenha e queria ler =/

    ResponderExcluir
  5. É também queria saber isso. Não vejo nenhum comentário sobre isso por aqui tb...

    ResponderExcluir
  6. Nossa...
    Legal este livro..pelo que vc falou.

    Essa coisa de sobrevivência, ligada a um mundo totalmente diferente nos faz nos sentir os proprios sobreviventes.

    Parabéns pela resenha...achei que ficou mto boa.

    ResponderExcluir
  7. Pela sinopse e pela sua resenha, parece ser algo bem diferente do que pelo menos eu estou acostumada a ler. Mas é bom saber que teremos novidade (assim espero, que saia logo o lançamento por aqui). A resenha ficou muito boa.

    ResponderExcluir
  8. Oii Rê!
    Adoreiii sua resenha, ficou ótima!!
    Quero ler esse livro, mas depois decide esperar pela publicação no Brasil, mas como parece que vai demorar, acho que vou acabar comprando em inglês!! O livro parece ser ótimo!
    Vou comprar a versão do Reino Unido porque é minha capa favorita HAUHAUHA
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Gente, que tudo! Capa maravilhosa, enredo atraente e a autora é carioca? :O Apaixonei!


    Talvez essa seja a primeira distopia das minhas leituras em inglês, só digo isso u.u

    Tempestades de energia, mundos virtuais, canibais à solta no mundo que conhecemos... Ui, me arrepiei! 
    Adorei a resenha,
    Um beijo!

    Natalia Leal
    http://www.paginas-encantadas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Adorei a resenha...

    fiquei mto curiosa pra ler este livro, mas como meu ingles é bem enferrujado, deixei pra lá...

    mas depois de ler sua resenha to pensando em pagar e ler, se eu não conseguir daí eu espero o lançamento aqui no Brasil...

    Adorei o que vc disse sobre  livros do tipo "Foi amor à primeira vista, vamos ficar juntos?!" rsrsrs... e qtos livros assim não conhecemos, não é...

    ResponderExcluir
  11. Gostei muito da resenha, é uma história bem diferente, também gosto quando o sentimento cresce aos poucos nada de conhecer o cara na rua e já si apaixonar kkk

    ResponderExcluir
  12. Gostei da sua resenha, faz uma matéria sobre Through The Night Ever?

    ResponderExcluir
  13. Ainda não tem nenhuma informação sobre Through The Night Ever além do que foi dito na entrevista com a  autora que fiz aqui no blog. Dá uma olhadinha depois. Ela ainda está escrevendo a continuação.

    ResponderExcluir
  14. Parabéns pela resenha.
    Esse é um livro que eu ouvi coisas boas sobre ele e até fiquei com vontade de ler.
    Aguardando lançamento no brasil. 

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails