Resenha: Pequeno Irmão - Cory Doctorow

     Título: Pequeno Irmão
Autor: Cory Doctorow
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501087218
Ano: 2011
Páginas: 416

Marcus, pseudônimo “w1n5t0n”, só tem 17 anos, mas acha que sabe tudo sobre como o sistema funciona — inclusive como passar a perna nele. Esperto, rápido e escolado no mundo da internet, Marcus não tem problema nenhum em enganar os sistemas de segurança da escola.
Mas sua vida muda totalmente quando ele e os amigos são presos pelo Departamento de Segurança e levados a uma prisão secreta onde serão interrogados. Lá fora, São Francisco sofre um gigantesco ataque terrorista. Agora, cada cidadão é tratado como um terrorista em potencial. Ele sabe que ninguém vai acreditar na sua história, então só lhe resta uma opção: derrubar o sistema com as próprias mãos.


Marcus, é um jovem de 17 anos, nerd. Ele ama tecnologia, é um “hacker”, gosta de videogames, jogos de RPG, internet, etc. Ele e seu melhor amigo, Darryl, estudam no Colégio Cesar Chavez, em São Francisco. A escola possui várias tecnologias para controlar, vigiar os alunos e evitar que matem aula. Mas é claro que isso não impede Marcus de invadir e derrubar o sistema quando ele quer.

“O mais importante sobre sistemas de segurança não é como eles funcionam, é como falham." Pág. 129

Num típico dia de aula, ele recebe uma mensagem sobre uma novidade de um jogo no qual ele e os amigos jogam e adoram. Nele vários grupos tem que decifrar pistas para ir avançando o jogo e quem conseguir finalizar primeiro ganha uma viagem. Depois de burlar a segurança da escola, ele convoca seus amigos e parceiros no jogo, Darryl, Vanessa e Jolu, que estudam em escolas diferentes.

Quando já estão nas ruas em busca da pista, algo inesperado acontece, um ataque à ponte Bay Bridge. A cidade começa a entrar em desespero, ambulâncias, polícia, bombeiros, correria para todo lugar e apenas uma coisa a fazer, fugir dali. Mas com um deles ferido, eles são “presos” como suspeitos de terrorismo. Muitas pessoas morreram no atentado e várias são levadas a interrogatório. Sem saber exatamente o que aconteceu, eles são interrogados, um a um, durante alguns dias. Marcus passa a ser o mais perseguido de todos, pois se recusa a dar suas senhas e dados dos seus aparelhos eletrônicos encontrados com ele quando foi preso. Após passarem por dias terríveis, eles são soltos com exceção de Darryl que desaparece sem deixar vestígios. É a partir desse dia que a vida dos moradores de São Francisco muda para sempre.

“...Eu nunca tinha olhado pelo cano de uma arma antes, mas tudo que é dito sobre a experiência é verdade. A pessoa congela onde está, o tempo parar e o coração dispara, ecoando nos ouvidos. Abri a boca, então fechei e, bem lentamente, levantei as mãos.” Pág. 38

A cidade inteira começa a ser vigiada e controlada por sistemas de segurança. Qualquer pessoa agora pode ser considerada suspeita de terrorismo. Não aceitando isso, Marcus percebe que terá que lutar contra o sistema no qual a cidade foi imposta, para que possam ter liberdade de novo. Ele cria uma nova rede com um console de Xbox e atrai muitos seguidores para sua causa. Mas será que ele conseguirá fazer isso sem ser pego?

Um movimento na cidade é gerado, pessoas contra e a favor das novas regras impostas pelo Departamento de Segurança Nacional, muitas confusões, prisões e interrogatórios com os cidadãos americanos.

“Ninguém consegue alguma coisa não fazendo nada. O país é nosso. Eles o tiraram da gente. Os terroristas que nos atacaram continuam livres, mas nós, não. Eu não vou me esconder por um ano, dez anos, a vida interia, esperando que me deem liberdade de mão beijada. A liberdade é algo que você tem que conquistar.” Pág. 350

O que eu posso dizer desse livro é que eu amei, de verdade, e não só porque estudo tecnologia da informação. Ele foi escrito de forma muito inteligente, e de inicio quem lê pode sentir certa dificuldade, com os termos de tecnologia utilizados, mas que também são explicados no livro. Um evento que pode estar não tão longe assim da realidade em que alguns países vivem.

Também temos um pouco de romance no livro. Novos personagens vão entrando na história, ganhando destaque enquanto outros somem aos poucos e retornam mais para o final do livro.
Com assuntos como liberdade, união, fatos históricos, críticas à sociedade, o livro de Cory Doctorow que poderia parecer juvenil, é inteligente, bem escrito e adulto.
PS: O Brasil é citado rapidamente mais de uma vez no livro \o/

Bjinhos, Andresa.

11 comentários:

  1. Oi Desa, nossa tempos que nao venho aqui, e a coisa toda muda!? ahahhaha Adorei o novo Lay!

    Só esse comentários como caixinha fora do post é meio ruim não meninas? hehehe aconcelho vocês a usarem Disqus *não, não estou ganhando nada para a propa* haha

    Enfim, esse livro parece muuuito legal, é o meu estilo.

    Beeijocas


    Bruna in Wonderland
    http://www.brunainwonderland.com.br

    ResponderExcluir
  2. Achei bem interessante serio mesmo,a borda assuntos que não e tão fora da realidade,mais tem continuação?

    ResponderExcluir
  3. Ei Desa...

    Otima resenha. Eu já tinha lido uma outra mas tinha desistido do livro por causa do termos tecnicos mas se vc disse que explicam direitinho com certeza vou me aventurar a ler \o/

    Engraçado que ao ler sua resenha me lembrei de um seriado que assito 'Person of Interest' que tbem aborda coisas do tipo kkkk vc conhece? É do JJ Abrans (criador de Lost) é muito legalzinho rsrs

    Parabéns pela resenha, dica anotada beijos

    ResponderExcluir
  4. ta ae, me interessei por esse livro, e gostei da dica, bem diferente do que estamos acostumados a ver por ae! XD

    ResponderExcluir
  5. Olá! tudo bem?

    Gostei do blog, é super interativo e muito fofo.
    Já estou te seguindo,

    Se quiser dá um passadinha lá no meu blog, seria um prazer.

    kiss♥

    http://cantinhopop.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá meninas!!
    Respondendo as perguntinhas:

    jayane, o livro tem seu final direitinho e não tem pontas para uma continuação (e não vi o autor falar sobre um outro livro) =)

    Fabiana Araujo, eu estou doida pra ver Person of Interest, gosto do JJ, sou fã de Lost *-*, mas estou sem internet há 3 semanas e dependendo de lan house e 3G e com isso não estou podendo assistir, mas já consegui alguém pra pegar ela pra mim enquanto estou sem velox e espero ver em breve kkkk =)

    Bjinhos e obg pelos comentários.

    ResponderExcluir
  7. A princípio não estava interessada em ler, mas até q fiquei com vontade agora? Vou anotar e quem sabe entra na próxima compra ;)

    Andy_Mon Petit Poison
    www.monpetitpoison.com

    ResponderExcluir
  8. Olá Desa, gostei muito desse livro, e a resenha conseguiu captar o que tem de melhor na história, sabe que li online e não conseguia parar de ler. Como não entendo muito dos termos tecnológicos, até pintou uma certa confusão, mas o legal foi que não atrapalhou a leitura, parabéns pela ótima resenha.

    ResponderExcluir
  9. Gostei bastante da resenha.
    Ultimamente tenho lido tantos romances que acho que lerei esse em breve para me recuperar da ressaca literária que eu me encontro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Adorei a resenha, e ela so confirmou o que eu ja estava decidida, loka por este livro, concerteza vou compra-lo, o livro parece ser bem escrito assim como a resenha *-*

    ResponderExcluir
  11. Ah historia parce ser bem legal ! Acho que vou dar um chance pro livro ! otima resenha !

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails