Resenha de Samantha Sweet, Executiva do Lar - Sophie Kinsella


Editora: Record
Autor: SOPHIE KINSELLA
ISBN: 9788501076748
Origem: Nacional
Ano: 2007
Edição: 1
Número de páginas: 512
Acabamento: Brochura
Formato: Médio

Sinopse:
Meu nome é Samantha, tenho 29 anos. Nunca assei um pão na vida. Não sei pregar botão. O que sei é reestruturar um contrato financeiro e economizar 30 milhões de libras para meu cliente. Samantha Sweet é uma advogada poderosa em Londres. Trabalha dia e noite, não tem vida social e só se preocupa em ser aceita como a nova sócia do escritório. Ela está acostumada a trabalhar sob pressão, sentindo a adrenalina correr pelas veias. Até que um dia... comete uma grande mancada. Um erro tão gigantesco que pode destruir sua carreira. Samantha desmorona, foge do escritório, entra no primeiro trem que vê e vai parar no meio do nada. Ao pedir informação em uma linda mansão, é confundida com uma candidata a doméstica e lhe oferecem o emprego. Os patrões não fazem idéia de que contrataram uma advogada formada em Cambridge, com QI de 158, e que não tem a menor noção de como ligar um forno! O caos se instala quando Samantha luta com a máquina de lavar... a tábua de passar roupa... e tenta fazer cordon bleu para o jantar... Mas talvez não seja tão incapaz como doméstica quanto imagina. Talvez, com alguma ajuda, ela possa até fingir. Será que seus patrões descobrirão que sua empregada é de fato uma advogada de alto nível? Será que a antiga vida de Samantha irá alcançá-la? E, mesmo se isso acontecer, será que ela vai querer de volta? A história de uma mulher que precisa diminuir o ritmo. Encontrar-se. Apaixonar-se. E descobrir para que serve um ferro de passar..

Sophie Kinsella, autora de chick-lits de sucesso como a série Delírio de Consumo, Lembra de Mim e Menina de Vinte, apresenta outro romance encantador com a advogada bem-sucedida, Samantha Sweet, Executiva do Lar.
É a história de uma mulher que precisa diminuir o ritmo. Encontrar-se e apaixonar-se. O livro proporciona muitas gargalhadas ao leitor e uma viagem incrível na história.
Samantha Sweet era uma advogada bem-sucedida no Carter Spink, uma das empresas mais prestigiadas de Londres.  Quando Samantha está na iminência de ser nomeada sócia, ela comete um erro crítico, custando um dos clientes de 50 milhões da empresa.  Chocada por seu simples erro e a sua rescisão, Samantha foge do escritório.  Atordoada, ela faz seu caminho para o campo de Londres, onde é confundida por um generoso casal como sendo uma doméstica.  Sem saber o que fazer Samantha se passa por empregada e é contratada pelo casal.
Escondendo-se no campo, Samantha sofre sua própria transformação.  Enquanto se esforça para aprender a cozinhar e limpar, Samantha gradualmente supera o estresse e infelicidade de sua carreira anterior.  Em uma virada da sorte, ela também encontra o amor de sua vida.  Apesar de seus sentimentos por Nathaniel crescer, Samantha fica chocada ao saber de seu ódio pelos advogados.  

 Por si só, Executiva do lar é um doce chick-lit e bem-humorado de se lê.  Kinsella combina facilmente humilhação com vingança Samantha Sweet é um pouco excêntrica.  Em comparação com outros romances de Kinsella, Executiva do lar não chega a ser o melhor livro da autora, mas também não deixa a desejar.  É engraçado, mas não é tão bom como Menina de Vinte ou O Segredo de Emma Corrigan. Kinsella é conhecida por sua habilidade de criar terríveis, momentos embaraçosos. E é nesse mesmo clima que Kinsella escreveu esse livro.

Executiva do lar é uma deliciosa leitura.  Os fãs de Kinsella ficarão satisfeitos pelo romance, que na verdade, tem um final fantástico, e as mulheres que tentam conciliar carreira e trabalhos domésticos podem facilmente se relacionar com Samantha. Em geral, Executiva do lar é bonito e leve, perfeito para a leitura de férias.

Trecho do livro que morri de ri!

"Levanto a tábua e tento deslizar as pernas - mas elas não se mexem. Minhas bochechas estão queimando enquanto tento interminavelmente ajeitar a tábua, virando de um lado para o outro. Como essa porra funciona?
- Na verdade, pensando bem - digo casualmente - gosto de uma tábua de passar baixinha. Vou deixar assim.
- Você não pode passar aí embaixo! - diz Trish com riso atônito - É só puxar alavanca! Precisa de puxão forte... vou mostrar.
Ela pega a tábua comigo e em dois movimentos ajustou exatamente na altura certa - Acho que você usava um modelo diferente - acrescenta com sabedoria enquanto ela se trava de novo - Cada uma tem seus truquezinhos.
- Sem dúvida! - digo agarrando-me com alívio a essa desculpa - Claro! Estou mais acostumada a trabalhar com uma... uma... Ninbys 2000.
Trish me olha, surpresa. - Essa nao é a vassoura do Harry Potter?
Porra. Eu sabia que tinha ouvido em algum lugar."

34 comentários:

  1. Puxa parece ser hilário. Esse negocio com a tábua de passar aconteceu comigo logo que me casei, só quando meu marido chegou e eu reclamei que a droga da tabua era para baixinhas que ele me mostrou onde regulava a maldita. Até hoje tenho trauma disso.kkkkkk. Nossa o livro parece ser mesmo engraçado.Não li ainda nada dessa autora, mas agora esse vai para minha listona. Bjkss. Bela resenha.rsrsrs

    ResponderExcluir
  2. Adoro os livros da Sophie Kinsella, mas nunca me interessei por esse. Ri muito com o trecho que você escolheu.

    ResponderExcluir
  3. O trecho q vc escolheu é impecável hehehe, as situações de quando o Blackberry tocava desenfreadamente enquanto deveria desempenhar serviços do lar tb sao mt boas:)

    ResponderExcluir
  4. Huahauhauahauahauahauahuahaahaha!
    Eu tô chorando de rir aqui.

    Ah, não eu tenho que ler este livro em 2011!
    Amei =**

    ResponderExcluir
  5. HAHAHAHAHA, adorei essa sinopse, e o título principalmente! Tipo, imagina a mudança grotesca na vida dessa pessoa!só mesmo a Sophie Kinsella pra pensar numa coisa dessas, adorei! definitivamente vai pra minha lista hahahaha
    beijoos

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha!!!

    http://conversandocomdragoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Ameeeei a resenha, muito boa.
    Mas ri muito mesmo com esse trecho do livro, realmente parece com nome da vassoura do Harry! HUAAHUAHAUAHUAHAUAHUAHAUA *-*

    Beijos,

    Gabi
    Mundo Platônico

    ResponderExcluir
  8. Bá, esse livro parece ser muito bom. Parece ser muito engraçado...

    Estou gostando do seu blog!!

    Gisele
    http://dicasdelivrosefilmes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Eu quero muito ler esse livro. Bom, você já viu que eu sou apaixonada pela Sophie, certo? Depois daquela nossa conversa no twitter. HUAHUA Concordo, só a Sophie consegue criar situaçõe sinesquecíveis. Doida para ler os outros livros dela. Quero saber o resto da história da Samantha.
    Amei a resenha. Parabéns!
    Beijos ;*

    ResponderExcluir
  10. Adorei esse livro, esta parte é muito hilaria mesmo, acho que vou reler ele agora nas ferias,
    beijos.

    ResponderExcluir
  11. Gostei, e olha que eu nunca li um chick-lits, acho que me identifiquei, afinal quero seguir a mesma carreira, só espero ter umpoco de tempo pra mim e meus livros.
    acho que vou comprar

    ResponderExcluir
  12. Preciso urgentemente ler Sophie Kinsella, ainda não li nada dela e morro de curiosidade. Este parece ótimo e já quero ler. :)

    ResponderExcluir
  13. Nossa adorei muito a resenha!!!
    Dei risada aqui sozinha com a resenha, imagine com os livros nas mãos rs
    Está de parabéns pela resenha flor

    Beijo

    ResponderExcluir
  14. Eu adoro, adooooro, esse livro. Dei tanta risada com ele :D

    ResponderExcluir
  15. Parece hiper bom o livro mas n tinha visto falar desse livro. Tem promo lá no blog.

    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Estou louca para ler esse livro *-----*
    Amei o trechinho XD morri de rir!
    Bjus =*

    ResponderExcluir
  17. Como estudante de Direito, achei o máximo Samantha Sweet trazer a baila uma personagem que é uma advogada workaholic estressadíssima. rs

    No começo do livro, tinha certeza que seria uma das melhores estórias de Kinsella, mas confesso que me decepcionei bastante. Achei os acontecimentos por demais inverossímeis, mesmo para o padrão da autora (cujos livros em geral eu gosto muito).

    Mas é ótimo ver opiniões diversas e ter uma chance de confrontá-las com a minha! Isso é o melhor da blogosfera, não ;)?

    :**,
    Léka

    ResponderExcluir
  18. Adorei a resenha *-*
    AMO os livros da Sophie Kinsella e, apesar desse não ser meu favorito, me divertiu bastante!
    A parte da Nimbus 2000 é MUITO boa, hahahahaha.
    Adorei, adorei \o/

    Beijocas!
    Juh Oliveto
    Livros & Bolinhos ~

    ResponderExcluir
  19. Adorei a resenha ! Os livros da Sophie são ótimos, mas esse eu não li ainda, quero ler *-* HAHAHA adorei o trecho o/

    ResponderExcluir
  20. "Sabia que tinha escutado isso em algum lugar' Ela foi longe pra inventar um nome hein....kkkk Adoro Becky Bloom e esse livro da autora parece valer a pena tb (ja que eu tb não sou lá grandes coisas como dona de casa..kkkk)

    ResponderExcluir
  21. HAHAHA, ótima resenha *-*
    Muito legal a história, me identifiquei muito, KKKK. Realmente não sei fazer nada dentro de uma casa, só sei cozinhar arroz :l, *ainda aprendo cozinhar de tudo. Tábua de passar? KKKK, eu ri demais!

    ResponderExcluir
  22. Oi!!
    Ótima resenha :D
    Eu amo os livros da Sophie eles são viciantes. O meu favorito é Menina de Vinte, ri muito com ele.
    Esse eu ainda não li mas será o próximo

    ResponderExcluir
  23. Nossa, estou louca pra ler esse livro!!!
    Pena que nos sites ainda é muito caro comprá-lo :(

    ResponderExcluir
  24. Adoro a Sophie!
    A resenha está ótima!
    Bjs

    ResponderExcluir
  25. Hahahaha.. sério que ela falou na vassou do HP?!?! Morri rindo! Que doidera.

    os livros da Sophie são sempre alto-astral ;)

    ResponderExcluir
  26. OMG!
    eu só li Becky da sophie mas tb concordo que eçla é otima escrevendo momentos comicos embaraçosos...
    Morri de rir com o trechinho!
    E é mesmo bom ler coisas leves e divertidas, sem aquela carga de drama, pra variar!
    Bjs

    ResponderExcluir
  27. Eu já li ele e achei muito bom!
    Adoro livros que me fazem rir e os da Sophie são sempre assim :D
    Amo todos os livros dela, desde que conheci a série da Becky *-*


    Bjus & Feliz 2011!

    ResponderExcluir
  28. Sou doida nesse livro!! Parece ser mesmo super divertido!!
    Adorei a resenha
    beijocas enormes
    Livros e blablabla

    ResponderExcluir
  29. Acho que não li nenhum livro da Sophie Kinsella ainda.
    Eu quero ler várioas mas a oportunidade ainda não veio.
    E essa treco que vc colocou morri de rir.

    Bye

    ResponderExcluir
  30. Não gosto muito de literatura chick lit, mas fiquei apaixonada pela história. Parece aqueles filmes do início dos anos 90 que passavam na sessão da tarde,

    ResponderExcluir
  31. Ameiiiii essa resenha! Esse livro me parece muito divertido! Fiquei com vontade ler!

    ResponderExcluir
  32. Kkkkkkkk, adorei essa nova tábua de passar Nimbus 2000!
    Estou rindo até agora.
    Só esse trecho me fez desejar loucamente esse livro.
    Amei sua resenha, vou comprar sem dúvida.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  33. Esse foi, sem dúvidas, o livro mais engraçado que li nos últimos meses. Gostei tanto que resolvi dar mais uma chance para a autora e estou lendo: Prada, Pumps e Babypuder. É uma ótima forma de aprender um idioma novo. Linguagem cotidiana, fácil de ler e divertido. Esto lendo em alemão, mas indico também para quem quer aperfeiçoar o inglês, língua da versão original. Fica a dica!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails